Fim da linha para o Mercedes-Benz Atron

por Blog do Caminhoneiro

Mercedes-Benz Atron (1)

Durante a apresentação das novidades para 2016, a Mercedes-Benz confirmou que encerrará definitivamente a produção dos caminhões médios e pesados da Série Atron. Sucesso em vendas desde o lançamento, em 1989, com os modelos L-1214, LK-1214 e L-1218, equipados na época como motores OM-366 aspirados e turbinados, variando conforme a versão, chega ao fim uma das linhas de caminhões mais completa do país.

Mercedes-Benz L-1218Conhecida como linha HPN, o projeto dos bicudos Mercedes-Benz foi desenvolvido no Brasil. Além do design moderno e arrojado, o espaço interno e ergonomia da cabine, aliada a boa visibilidade, fizeram com que o modelo conquistasse o mercado nacional e internacional. Outro ponto forte da linha HPN era a intercambialidade de componentes entre os diversos modelos de caminhões da linha, que facilitava as manutenções e substituição de peças.

O maior sucesso de vendas da Mercedes-Benz nessa linha, sem dúvidas, foi o Mercedes-Benz L-1620, lançado em 1996, e considerado o sucessor direto do modelo L-1113, tamanha a aceitação do mercado. O modelo foi campeão de vendas no Brasil por seis anos, sendo quatro anos consecutivos logo após o seu lançamento, e também em 2003 e 2004. O modelo foi descontinuado em 2012, sendo substituído pelo Atron 2324.

Mercedes-Benz Atron (2)De acordo com a montadora, a interrupção da fabricação do modelo será lenta, fazendo com que a linha Atron suma do mercado aos poucos. Isso se deve a entrada em vigor da nova norma Euro 6, que deve passar a ser obrigatória em 2019 ou 2020, ainda sem confirmação. Também, com 26 anos de mercado, o modelo está defasado à frente de alguns concorrentes, e é natural sua substituição por modelos mais avançados, no caso os Atego e Axor.

Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

13 comentários
0

Artigos relacionados

13 comentários

Zé Cueca 20/09/2018 - 18:41

Mesmo sendo um modelo bonito, essa cabine não trás nada de conforto para o condutor.
Se fossemos olhar dessa forma, Brasília, WV TL, Gordini, Fusca, Ford F-700, 1111, Chevrolet D-60/70, Fait 180/210. Scania 110,111,111S e toda essa turma ainda estaria prevalecendo!
Pelo que se sabe somente dois estados ainda valorizam muito caminhões “bicudo”, sendo Minas nas mineradoras e Sergipe em Itabaiana e Itabaianinha.
É bastante vendido, mas quem compra conhece bem a confiança que esses caminhões oferecem, porém não dá para comparar com Atego e demais de frente avançada, os “bicudos”.
Nada melhor que viver na modernidade. Não sou contra quem compra, mas experimentem um desses mais novos, com cabines mais confortáveis, ergonomia mais adequada e assim poderão mudar de ideia.

Onei Francisco Lundin 10/11/2017 - 14:37

Qual o último ano de fabricação do L1218? Na tabela FIPE tem até 1997. Encontrei um 1998.

Carlos Machado 25/08/2017 - 09:52

Antes de parar com o modelo faça um presente pra mim nao tenho caminhao so o sonho e a vontade de trabalhar??????

LIVRAMENTO 24/08/2017 - 15:36

ESTRELAS NÃO FICAM PARADAS – VIAJAM PELO FIRMAMENTO

Daniel farias 12/06/2017 - 20:07

É uma pena que um grande mito das estradas tenha sua carreira encerrada.!!!

Daniel 12/06/2017 - 20:04

É uma pena que um grande mito com uma trajetória tão brilhante nas estradas chegue ao fim

wesley 31/10/2016 - 18:49

ai é só voltar com o agl (cara preta ) está tudo ok
kkkk

André Silva 30/09/2016 - 15:56

Burrice total!!

Valerio Rodrigues 19/09/2016 - 01:59

faz isso nao ele e muito bom

Felipe Silva De Aguiar Silva De Aguiar 19/09/2016 - 01:45

O que vai entra no lugar dele?

Santos Oliveira 19/09/2016 - 11:45

O atego ta como sucessor

Pastor Scarpin Gusso 08/11/2016 - 15:08

O VW 24-280.

Carlos Machado 25/08/2017 - 09:44

Que bobeira um modelo mais que bonito que sonho eu tenho de ter um assim ???

Comments are closed.