Capas de porca voltam a ser alvo de fiscalização pela Polícia Rodoviária

por Blog do Caminhoneiro

capa de porca

Recentemente publicamos aqui no Blog do Caminhoneiro um vídeo feito pela Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina, onde o Policial obriga o motorista à retirar as capas de porca do modelo americano do seu caminhão, alegando que as mesmas ofereciam risco para os outros motoristas e em especial à motociclistas.

Veja:
VÍDEO: PRF causa polemica nas redes sociais por solicitar retirada da cobertura de porca das rodas de caminhão em SC

Essa postagem no Blog recebeu milhares de acessos e teve grande repercussão nas redes sociais, visto que o acessório é produzido em plástico cromado, e se quebra com facilidade. Agora, outra postagem no Facebook traz o relato de um caminhoneiro que foi autuado por alteração de característica do veículo pelo uso de capas de porca que ultrapassavam a largura do pára-lama do caminhão.

multa caminhoneiro prf alteracao de caracteristica capa de porca (4)A Resolução 292 do Contran, de Agosto de 2008, proíbe qualquer tipo de modificação de largura das rodas e pneus dos veículos, principalmente se os novos conjuntos ultrapassarem a largura do pára-lamas.

Art. 8º Ficam proibidas:
I – A utilização de rodas/pneus que ultrapassem os limites externos dos pára-lamas do veículo;
II – O aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda;

No auto de infração, o policial que assina como Sutili descreveu o ocorrido:

Condutor abordado durante fiscalização e verificado que os parafusos das rodas dianteiras possuíam capas fazendo com que o comprimento passasse da extremidade dos pára-lamas. Após regularizar, retirar as capas, foi liberado.

O condutor foi autuado pelo código de infração 661-0, considerada infração grave por alteração de característica.

O que gera polêmica é que não há nenhuma regulamentação específica sobre o uso de capas de porcas, e os policiais precisam se basear em outras resoluções do Código Brasileiro de Trânsito, o que acaba gerando desentendimentos quanto à interpretação das lei vigentes pela Polícia Rodoviária.

Qual a sua opinião sobre o assunto?

COMENTAR

14 comentários
0

Artigos relacionados

14 comentários

Mário Gomes 18/06/2020 - 16:23

Boa tarde Senhores e senhoras,.
Tenho aqui meu relato:
As capas de porcas não.podem ultrapassar a largura do paralamas do veículo, porém o calibrador se pneus o famoso rodo_ ar pode…
Rodo ar que principalmente na roda dianteira saiais de 20 cm pra fora do paralamas.
Daí perguntei ao PRF ele disse que não tem problema algum.Pode usar…

Elias 12/04/2019 - 11:30

Estas besteiras que os modinhas usam so da problemas…

ELIAS PAULO NOGUEIRA 05/04/2019 - 19:02

Então akela que ultrapassa o paralama tem que ser multado mesmo porque não uma ke não chama muito atenção o meu caminhão tem akela normal ninguém nunca me falou nada ok

EDSON do nascimento 04/04/2019 - 11:54

A segurança nas estradas deveria ser prioridade já uma peça de plástico em nada prejudica um conjunto de fatores absurdos faz um policial que não dormiu direito a, literalmente pegar no pé de quem está fazendo seu trabalho e não atrapalhando o dos outros

Daniel 23/03/2019 - 11:04

Tudo que. E lei so funciona pra prejudicaro motirista pelo amor de Deus parem de nos tratar como bandidos ok

Moisés S CM 20/04/2017 - 05:59

Informação equivocada!!! Há resolução específica sim:

http://www.denatran.gov.br/download/Resolucoes/(Resolu%C3%A7%C3%A3o%20426.2012).pdf

Resolução do Contran nº 426 / 2012,
Art. 2º: “Rodas, seus elementos de fixação e seus enfeites, não devem ter partes cortantes ou elementos protuberantes.”

José 31/03/2019 - 04:34

O problema é que certos policiais inventam leis,interpretam errado e sentem prazer em perseguir motorista de caminhão, como se a profissão de caminhoneiro fosse a profissão mais rendosa do mundo.
Deixem os motoristas trabalhar em paz camadas!

willian freitas 23/11/2016 - 23:29

pois e, eu hj tb fui autuado, me deram 4 multas, capa de parafuso, insulfilme, adesivo no centro do parabrisa, e escape direto, sei q se tratando do escape ate q vai, mas em questao dos demais é bem dificil engolir. mais nao teve geito, ainda reteu meu doc, pra q eu possa voltar la com td arrumado, nem da mais pra andar com o bruto qualificado, assim é dificil. abracos galera ,,,,

Válter 05/11/2016 - 22:13

Acho que tem muitas coisas mais importantes para a PRF se preocupar do que ficar se incomodando com capas de porcas de rodas.

Guilherme 11/03/2019 - 19:00

Pra PRF e muito mais fácil aplicar multas pra quem trabalha honestamente do que aplicar segurança.
Logo, aquelas tampas de porca pontiagudas apresentam risco para motociclistas e pedestres.
Mas as tampas lisas é o mesmo que a PRF ficar caçando cabelo em ovo.

Nilton Silveira de Souza 28/10/2016 - 08:38

Na minha opinião,os policiais são despreparado pra tudo,deviam estudar e provar por a + b o que é lei na íntegra, na maioria dos casos é abuso de poder,eles imaginam que tem que ser ai coloca uma lei que se parece com a autuação e aplica a multa,o motorista que é leigo no assunto fica quieto e ta tudo certo,existe lei pra tudo é só recorrer que ganha,tem brecha pra tudo e digo mais tem pessoas que veste uma farda e se acha o dono do mundo,nao é isso que eles aprende nas academias de Policia,eles são treinados para orientar, servir e proteger o cidadão, e se não fosse o motorista nenhum deles teriam o que comprar no supermercado,visto que tudo vem de transporte de caminhão..

Consultor e Instrutor Técnico Operacional.

valdemar da silva 20/10/2016 - 23:27

Na minha opinião não geraria nenhum tipo de problema, no caso d motoqueiro ele iria bater 1 o guidao ou a roda d sua moto, sendo assim não se ferianas proteções d poucas!! e elas irriam se quebrar em caso d choques com a moto!!! alem d bonitas não causam danos a ninguém, e a muitas outras coisas importantes a se preocuparem, e não com um simples acessório

Julio 26/08/2016 - 08:59

Primeiro: Não existem “resoluções do Código Brasileiro de Trânsito”. Porque as resoluções são estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito-CONTRAN. Outra, não existe Código Brasileiro de Trânsito, e sim, Código de Trânsito Brasileiro, instituído pela Lei 9.503/97.
Segundo: ” os policiais precisam se basear…”, errado de novo, os policiais tem obrigação de conhecer e aplicar as normas estabelecidas pelas resoluções do CONTRAN, que é o órgão responsável por regular sobre o assunto, e apoio ao C.T.B., e
Terceiro: A Resolução 426/12 do CONTRAN, é a norma que trata sobre o assunto das ponteiras utilizadas irregularmente, normalmente por veículos pesados.
Enfim, toda e qualquer alteração que seja feita num veículo, que você saiba que não é original dele, já é motivo de procurar saber se é permitido ou não aquela alteração, pois não adianta dizer que “ouviu dizer, já comprei assim, não sabia, já estava indo arrumar, ou pior ainda, querer tentar falar que conhece a legislação e que não está errado, etc”

Elias 12/04/2019 - 11:33

Nao interessa..se o guarda falou que ta errado…ta errado e pronto…vai discutir com ele?.E também prf nao lê comentário do face..

Comments are closed.