Peterbilt apresenta transmissão Allison TC10 para caminhões pesados

por Blog do Caminhoneiro

A Peterbilt acaba de anunciar que vai disponibilizar o câmbio Allison TC10 para os modelos 567 e 579 a partir de agora. A transmissão é projetada para aplicações em cavalos-mecânicos, tanto em operações urbanas e de longa distância.

A transmissão é otimizada para economia de combustível, e possui um conversor de torque patenteado pela Allison, que oferece multiplicação de torque, permitindo relações mais baixas, mas mantendo o mesmo desempenho.

Além disso, o câmbio tem facilidade de manutenção, é muito versátil, e serve para as empresas reterem os motoristas, pois fornece mais conforto na cabine.

A confiança da Peterbilt no câmbio Allison TC10 é tão grande, que a empresa fornece garantia de 750 mil milhas (1,2 milhão de km) ou cinco anos. As manutenções programadas são feitas a cada 800 mil quilômetros.

Blog do Caminhoneiro

 

 

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

11 comentários
0

Artigos relacionados

11 comentários

Mauro Rodrigues 16/04/2017 - 14:43

Já já vão aparecer os letrados, dizendo que essa caixa é ruim

Reply
Mauro Rodrigues 16/04/2017 - 14:43

Nenhuma possibilidade a não ser que se importe um desses por vias proprias, porém, o custo será muito alto.

Reply
Mayara Santos 15/04/2017 - 20:17

Show

Reply
Alex Sandro Borges 15/04/2017 - 18:58

Brasil tinha que trazer esse modelo pra ca

Reply
Vinícius Cordeiro 15/04/2017 - 18:25

Nossa um sonho vê isso no Brasil!

Reply
Lucas Pimenta Duarte Pimenta Duarte 15/04/2017 - 16:40

Ai simmm

Reply
Filipe Lopes 15/04/2017 - 16:29

Caminhões americanos são lindos demais ♡♡♡

Reply
Alex Santos 15/04/2017 - 16:26

Quais são as probabilidades de caminhões deste estilo um dia rodarem em nossas estradas ??

Reply
Filipe Lopes 15/04/2017 - 16:30

Nenhuma!
A legislação brasileira junto com a máfia das montadoras de caminhões do mercado brasileiro não permite.

Reply
Alex Santos 15/04/2017 - 16:35

Sou caminhoneiro, as vzs fico até 40 dias numa cabina, nosso país tem dimensões continentais, e seria muito mais humano ter o conforto destes “hotéis rodantes” !!

Reply
Filipe Lopes 15/04/2017 - 16:37

Pois é cara, pra vocês seriam bem melhores mesmo, mas aqui é Brasil né.

Reply

Escreva um comentário