Raro Ford Aeromax está a venda no Brasil

por Blog do Caminhoneiro

Raro até mesmo nos Estados Unidos, o Ford Aeromax foi produzido pela Ford entre 1970 e 1998, até que a montadora vendeu sua linha de caminhões pesados à Freightliner. Os modelos foram então renovados e passaram a ser vendidos sob a marca Sterling. Para o Brasil vieram quatro unidades do modelo, fabricados em 1997, e importados pela Transportadora Confiança.

Uma dessas unidades está a venda em Santa Catarina. Trata-se de uma Aeromax LTL-9000, modelo 1997, equipado com motor Cummins N14, de 460 cv de potência e câmbio Eaton Fuller, com 15 marchas. O modelo é traçado, 6×4, e tem CMT de 75 toneladas.

Ainda de acordo com o anúncio, o veículo tem todas as suas características originais, bancos e interior em couro, carenagens e a mecânica é original. Por se tratar de um motor Cummins, mesmo longe dos EUA, não deve ser dificil encontrar peças de reposição.

O valor pedido é de R$ 180 mil, e o anunciante aceita troca por caminhão Scania. Mais informações podem ser obtidas CLICANDO AQUI, ou pelo telefone (48) 9-9657-5666.

Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

30 comentários
0

Artigos relacionados

30 comentários

Luzinete de Jesus Nunes 28/02/2018 - 22:29

Tenho uma miniatura deste Ford Aeromax e gostaria de saber como adquirir outra, meus sobrinhos amam a carretinha e não consigo encontrar outra para comprar. A identificação está gravada na parte de baixo do cavalo.

Sandro restauração 22/02/2018 - 00:35

Pessoal estou reformando um deste caminhão alguém saberia me informar onde consigo a capa do painel de instrumento deste caminhão pois já tentei até fora do Brasil e está difícil agradeço muito se alguém tiver alguma coisa deste caminhão.

Edvaldo 15/06/2017 - 15:31

A confiança tinha 4 unidades do aeromax, sendo 1 vermelho, 2 roxos e 1 azul. O vermelho era o mais antigo mais na minha opinião era o mais bonito pois tinha o capô maior e era todo carenado

Roberto Oliveira Gomes Sapinho 12/04/2017 - 07:16

Isso era fabricado nos estado Unidos enquanto no Brasil a bosta do cargo afff

Marcelo Renzi Santos 10/04/2017 - 19:46

Aldacir Santos de Souza

Alexandre Bianchi Lohmann 10/04/2017 - 12:55

Ja vi esse caminhao varias vz por ai

Vivaldi Ramos 10/04/2017 - 11:12

Quem tinha um desses era a transportadora confiança da Bahia!

Emir Victor 09/04/2017 - 21:14

É bem da mudança confiança ne?

Francisco Henrique 09/04/2017 - 13:07

se nao me engano tem um desse cm placas de sorriso mt.

Rodrigo Santos 07/04/2017 - 12:44

Vou ver se o dono aceita minha 112H de 1996 na troca.

Rodrigo Santos 08/04/2017 - 08:57

OPA, PERAÍ!!!!!!!!!!!!!!!! ESSE PERFIL É MEU, CARA, EU SOU RODRIGO SANTOS. COMO VOCÊ CONSEGUIU COMENTAR USANDO MEU PERFIL? CONVIDO VOCÊ, EDUCADAMENTE, A PARAR DE FAZER ISSO OU TEREI DE CONTATAR O ADMINISTRADOR PARA AJUDAR A REFORÇAR A SEGURANÇA DA MINHA FAN-PAGE.

FCE 07/04/2017 - 09:27

Dá pra ver pelos comentários por que nós, brasileiros, somos vistos lá fora como um povo medíocre e sem cultura. Os caras nem conhecem direito o caminhão e já vão criticando, sendo que ele SE IGUALA a muitos que temos no mercado em potência (460 cv) e capacidade de tração (75 toneladas). Se eu conseguir entrar em contato com o dono do caminhão, vou ver se ele aceita meu L-1620 ano 2005 na troca, mesmo se ele pedir um retorno. Se o caminhão roda até hoje, quer dizer que o dono conseguia mantê-lo, tem muitas oficinas e lojas de autopeças especializadas em motores Cummins e também em transmissões da Eaton Fuller no Brasil. Brasileiro é HATER de caminhão americano mesmo, mas não pensa que os veículos mais robustos e confiáveis são fabricados por lá.
Querem outro exemplo: no ano passado uma empresa especializada em tracionar cargas pesadíssimas e indivisíveis IMPORTOU dois modelos Kenworth C500, capazes de tracionar até 1000 TONELADAS. Pesquisem e verão que essa informação está correta. A empresa importou os caminhões porque NÃO ENCONTROU modelo similar em capacidade de tração e conjunto mecânico robusto e confiável (câmbio automático Allisson, diferencial de tanque de guerra e motor de 600 cv, mas com torque bem maior que os modelos europeus).
Brasileiro é assim, não digo todos, mas a maioria é FANBOY e FANGIRL de europeu. Ao invés de adotarmos um estilo próprio de mercado, como faz a China, onde são comercializados caminhões bicudos e frontais num estilo que só existe lá, aqui preferem continuar adotando estilos de cabines de países pequenos onde as distâncias percorridas não são tão grandes como as daqui.

Angela Alves Nunes Boitrago 07/04/2017 - 02:35

Nessa época aki tbm já tinha, o meu é um Scania 1991 e é 450 cv

Ander Begnini 07/04/2017 - 02:18

Eduardo Gonçalves

Jose Maurilio Lima 06/04/2017 - 23:53

ainda estavam no 360 380

Jose Maurilio Lima 06/04/2017 - 23:53

em 97 ja tinha 460 cv enquanto os caminhoes nacionais patin

Lindierto Lindi 06/04/2017 - 22:13

Esse carro era da confiança de Fortaleza

Danilo Bezerra 06/04/2017 - 19:50

Será que esse foi dá mudanças Confiança? Tenho certeza que já vi um Ford desse quando eu era mais novo engatado num baú deles

Wellyson Gontijo 06/04/2017 - 18:17

Pensa numa merda que conheço bem esse Ford 9000

Windy Silva 06/04/2017 - 16:44

Esse era aquele da Confiança?

Miguel Marcolino 06/04/2017 - 19:45

É sim!!!

Charles Santos 06/04/2017 - 16:35

Douglas Silva raridade em

Adriano Lima Roza 06/04/2017 - 16:24

Duas alegrias! Uma quando compra, outra quando vender kkkkkkkk

Wilson Gomes 06/04/2017 - 16:06

Comentariozinho idiota ne. ..

Wilson Gomes 06/04/2017 - 16:05

Muito top

Zangao Broetto 06/04/2017 - 15:49

Se ele que é dono e conhece não que quem vai querer

180,000 dá de comprar caminhão moderno com manutenção nacional e câmbio eletrônico

Eduardo Andrini 06/04/2017 - 14:39

Um legal e aceita um Scania na troca,porque será kkkk?

Lincon Rondina 06/04/2017 - 14:10

Nem nos EUA essa coisa aí ninguém quer, agora vão empurrar para nós aqui. E vão cobrar cobrar um preço alto demais, que daria pra comprar um caminhão de verdade.

Denis Maia 06/04/2017 - 14:08

..

Leandro Guarilha 06/04/2017 - 10:56

Nesta mesma época outras empresas de Santos/SP trouxeram alguns Volvo White NR14 com este mesmo motor e cambio.
Mesmo que a manutenção preocupe, este conjunto de power train é muito resistente o que compensa a possivel dificuldade em encontrar peças.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: