Actros SLT é o caminhão mais forte e robusto em operação no mercado brasileiro

por Blog do Caminhoneiro

O caminhão mais forte e robusto em operação no mercado brasileiro é um Mercedes-Benz. O extrapesado Actros 4160 SLT 8×8 transporta até 500 toneladas de cargas especiais que excedem em pesos e dimensões. Dessa forma, realiza sozinho o transporte superpesado que geralmente exige um comboio em operações especiais.

“Atualmente, há no País oito unidades desse caminhão trabalhando em movimentações de cargas complexas, sendo três na frota da Transdata, uma das maiores empresas do setor”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Um dos três Actros SLT da Transdata entrou em operação recentemente, o que evidencia a satisfação do cliente com este caminhão para transporte superpesado, que suporta até 500 toneladas de CMT (Capacidade Máxima de Tração), fato inédito em nosso mercado”.

Segundo a Transdata, o Actros SLT adiciona capacidade à movimentação de cargas indivisíveis e melhora a qualidade no transporte. Além disso, se destaca pela otimização de custos operacionais.

“Esse caminhão Mercedes-Benz realiza sozinho o transporte superpesado que geralmente exige um comboio de pelo menos três caminhões com CMT de 150 toneladas cada um, nas operações especiais e complexas”, afirma Leoncini. “Ou seja, o cliente consegue reduzir custos com o menor consumo de combustível, lubrificantes e pneus porque usa apenas um veículo em vez de três, o que aumenta a rentabilidade da operação. Além disso, o Actros SLT reduz também as emissões de poluentes na atmosfera, contribuindo para preservar o meio ambiente”.

Na avaliação do executivo, o uso de apenas um caminhão traz mais benefícios à operação. “Isso propicia melhor performance e produtividade, bem como maior controle sobre o transporte, o que resulta numa condução mais segura, tanto para o motorista, quanto para os demais veículos e pessoas nas vias, o que é essencial numa movimentação de cargas superpesadas”, ressalta Leoncini. “O Actros SLT dá ainda mais segurança aos condutores devido ao conforto de dirigibilidade proporcionado por sua avançada tecnologia”.

Actros SLT atende a demandas de grandes obras e de infraestrutura

A participação do Actros 4160 SLT 8×8 no transporte brasileiro amplia o portfólio de caminhões extrapesados Mercedes-Benz para os clientes. Ele se junta aos modelos rodoviários 2546 6×2, 2646 6×4 e 2651 6×4 e ao basculante 4844 8×4 off-road.

Grandes obras de infraestrutura e da construção pesada impulsionam o transporte de cargas especiais que excedem em peso e dimensões. Isso se reflete na movimentação de equipamentos, como rodas de turbinas para hidrelétricas, motores e geradores para termoelétrica, transformadores, estações elétricas secundárias, rotores, reatores, vasos, colunas e tanques para as indústrias químicas e petroquímicas, mineração, siderurgia, fertilizantes, entre outros.

Motor de alta potência e tração integral

O Actros 4160 SLT 8×8 é equipado com o motor Mercedes-Benz OM 502 LA V8, de 16 litros, que oferece potência de 598 cv a 1.800 rpm e torque de 2.800 Nm a 1.080 rpm.

Um grande diferencial do produto é a Turbo Embreagem VIAB da Voith, que assegura alta capacidade de tração e de manobra, sem desgaste ou sobrecarga da embreagem. Além disso, o retardador primário incorporado garante uma frenagem segura e eficiente mesmo em baixíssima velocidade. A turbo embreagem oferece maior confiabilidade no transporte de cargas especiais, com proteção do trem de força contra possíveis danos causados por acoplamentos indevidos numa embreagem convencional.

No trem de força do Actros SLT 8×8 ganha evidência o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift G 280 de 16 marchas, sem pedal de embreagem, desenvolvido para proporcionar alto torque nas operações com cargas de até 500 toneladas.

A configuração do Actros SLT 8×8 conta com os eixos dianteiros AL-7 e AD-7 e os eixos traseiros HD-7 e HL-7, ambos com cubo redutor. A transmissão principal, bem como a geração de torque, é realizada externamente ao eixo, nos cubos de roda. Assim, a parte central do eixo (carcaça) é menor, aumentando o vão livre, o que melhora a capacidade do veículo para transpor terrenos difíceis e irregulares.

Sistema de arrefecimento de alto desempenho com dois radiadores

As grandes quantidades de calor geradas pelo motor e pela transmissão do Actros 4160 SLT 8×8 – características típicas das cargas indivisíveis do transporte superpesado – são dissipadas pelo sistema de arrefecimento de alto desempenho. Além de um radiador à frente do motor, o veículo conta com um radiador adicional montado numa estrutura atrás da cabina, o que mantém seu funcionamento sem interrupções, por mais que seja exigido.

O sistema de arrefecimento do caminhão inclui ainda um radiador de óleo montado junto ao radiador adicional do motor. Assim, o turbo acoplamento dispõe de um circuito de óleo dotado de trocador de calor que garante o perfeito funcionamento mesmo em condições severas, como no caso do retardador a plena carga.

Reforços estruturais

Somente o Actros SLT da Mercedes-Benz tem reforços estruturais ao longo de todo o seu quadro e, principalmente, nas extremidades dianteira e traseira, onde estão localizados os acoplamentos de alta capacidade. Este é um importante diferencial da marca frente à concorrência, que conta com caminhões comuns para o transporte superpesado de cargas especiais, diferentemente do SLT, que foi desenvolvido especificamente para esta finalidade, de acordo com as características do Brasil.

Sobre a Transdata

Empresa com sede na cidade de São Paulo, a Transdata atende diversos setores industriais em todas as regiões do Brasil e da América do Sul, envolvendo transporte, içamento, remoção e operação multimodal. Atua em grandes obras estruturais, como refinarias, plataformas, estaleiros, parques eólicos, hidrelétricas, instalações industriais, siderúrgicas e mineradoras.

No segmento de transporte terrestre – que já conta com três caminhões extrapesados Mercedes-Benz Actros SLT – destaca-se a movimentação de conjuntos transportadores convencionais, pranchas e equipamentos hidropneumáticos, linhas de eixos tradicionais e autopropelidas (SPMT’s). Recentemente, realizou a operação de transporte rodoviário, carga e descarga de um dos maiores rotores já fabricados no mundo.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

15 comentários
0

Artigos relacionados

15 comentários

Mikelon Magri 07/06/2017 - 11:18

Essa estrelinha Alexander David já era, isso era no passado, hj ficou pra trás. Ford/VW/volvo/Scania superando tudo

Reply
Alexander David 07/06/2017 - 11:36

Leia a reportagem acima!

Reply
Paulo Duarte 07/06/2017 - 11:10

Esqueceram de avisar a Volvo kkkkkk
FH 750 top puxou 750 toneladas em teste .se a MB fizer o teste e superar o FH eu retiro oque disse posi

Reply
Alexander David 07/06/2017 - 11:09

Mikelon caminhao tem vim com uma estrela na frente!!! Kkkk

Reply
Alexander David 07/06/2017 - 11:08

Mikelon Magri

Reply
Michel Henrique 07/06/2017 - 09:55

Gente o fh 750 pode até ser mais potente mais o actros foi desenvolvido exclusivamente pra essa finalidade para de compara fica uma briguinha fh é isso é aquilo so que no caso o Mercedes poe o fh bolso por favor leia a matéria que explica as diferenças dos demais caminhões

Reply
Paulo Freire 07/06/2017 - 03:32

O mais forte e robusto é o FH750, no entanto, ele só sai 8×4.

Reply
Rafael Medeiros 07/06/2017 - 01:49

Jose Aneudo Costa

Reply
Wilson Gomes 07/06/2017 - 01:12

O Volvo Fh 750 tem mais potência. …O Actros tem mais força e robustez

Reply
Caio Morais 07/06/2017 - 01:34

Qual a diferencia de força e potência ?

Reply
Wilson Gomes 07/06/2017 - 01:10

O todo poderoso estelar

Reply
Silas S. Souza 07/06/2017 - 00:18

Esse ponha o fh 750 no bolso em!!!!

Reply
Paulo Freire 07/06/2017 - 03:32

Só na carga puxada já que é 8×8 enquanto o 750 é 8×4.

Reply
Guilherme Zanetti 07/06/2017 - 00:15

esse gigante da mercedes benz e top de linha

Reply
Leo Sandy 07/06/2017 - 00:09

E o fh 750?

Reply

Escreva um comentário