ANTT publica alteração de tarifas de pedágio em três rodovias

por Blog do Caminhoneiro

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou, segunda-feira (18/12), a alteração das tarifas de pedágio na rodovia BR-116-PR/SC, trecho Curitiba – div. SC/RS, administrada pela Autopista Planalto Sul; na BR-116/SP/PR, trecho São Paulo – Curitiba, administrada pela Concessionária Autopista Régis Bittencourt; e na BR – 381/MG/SP, trecho Belo Horizonte – São Paulo, administrado pela Autopista Fernão Dias.

Na Autopista Planalto Sul, os novos valores passam a vigorar a partir da zero hora do dia 19/12. A tarifa para veículos da categoria 1 passa de R$ 5,60 para R$ 6,00.

Também no dia 19/12, passam a vigorar as novas tarifas na Autopista Fernão Dias, cujo valor passa de R$ 2,10 para R$ 2,30.

As tarifas da Autopista Régis Bittencourt passam a vigorar no dia 29/12 e vão de R$ 3,00 para R$3,10 na categoria inicial.

Entenda as alterações tarifárias

A ANTT, por força de lei, realiza, anualmente, o reajuste e a revisão ordinária das tarifas de pedágio das rodovias federais concedidas. Essas alterações tarifárias são aplicadas no aniversário do início da cobrança de pedágio.

As alterações de tarifa são calculadas a partir da combinação de três itens previstos em contrato:

Reajuste: tem por intuito a correção monetária dos valores da tarifa e leva em consideração a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Acontece uma vez ao ano, sempre no aniversário do início da cobrança de pedágio.

Revisão: visa recompor o equilíbrio econômico-financeiro celebrado no contrato de concessão.

Nas revisões ordinárias, são feitas as compensações, na tarifa de pedágio, por descumprimentos ou postergação de cláusulas contratuais, caso existam. Neste caso, pode haver, inclusive, decréscimo na tarifa básica, caso a fiscalização da ANTT verifique que a concessionária deixou de cumprir alguma obrigação prevista para aquele ano. Assim como o reajuste, a revisão ordinária acontece uma vez ao ano, sempre no aniversário do início da cobrança de pedágio.

As revisões extraordinárias podem ocorrer a qualquer tempo e abrigam os fatores de desequilíbrios derivados da inclusão de novas obrigações, não previstas inicialmente no contrato, a exemplo de inclusão de novas obras ou como foi o caso da Lei dos Caminhoneiros.

Arredondamento tarifário: tem por finalidade facilitar a fluidez do tráfego nas praças de pedágio, e prevê que as tarifas devem ser múltiplas de R$ 0,10. Os efeitos econômicos do arredondamento são sempre compensados no processo de revisão subsequente. Ou seja, se este ano arredondamos para cima, no próximo, o arredondamento será decrescente.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

21 comentários
0

Artigos relacionados

21 comentários

Rodrigo Ferreira 21/12/2017 - 01:08

Vergonha ta essa castelo branco sai de Avaré a são Paulo ontem 250 km para chegar em são Paulo ai retornei em Avaré bicaçanba gastei 750 reais de pedágio isso é uma pouca vergonha preços abusivos …estamos sendo assaltados …

Reply
José Emilio Piva 20/12/2017 - 23:34

Os transportadores estão na roça e brincadeira

Reply
Julio Cesar Avelino 20/12/2017 - 19:36

Alguém me diz pra que que pagamos antt se ela só fode a gente e não nos ajuda em nada.

Reply
Avenir Fernando Marques de Araujo 20/12/2017 - 19:35

SIMPLISMENTE CONTINUAMOS A SER ROUBADOS POR ESTES FDP DE POLITICOS.

Reply
Bruno Da Silva Pessanha 20/12/2017 - 18:57

É muito roubo

Reply
Alex Pagani 20/12/2017 - 18:31

O grêmio não acabou com o planeta mas o governo vai acabar com o transporte kkk

Reply
Alex Pagani 20/12/2017 - 18:30

Não dá pra fazer nada se vão parar e protestar já chamam de esquerdista kkkk

Reply
Alex Pagani 20/12/2017 - 18:29

Que bom vão acabar com transporte kkkk

Reply
Israel Braga 20/12/2017 - 15:00

Frete ninguém fala em aumentar né….q horror isso.

Reply
Jair Matuchaski 20/12/2017 - 14:43

Rapaz, eles podem fazerem o que quiserem. nada causa efeito, magina se ninguém levasse carga para o Rio de Janeiro? Mas todos vão levar carga pra lá mesmo sabendo que vão entrar no inferno.. ANTT, DETRAN, CONTRAN, INMETRO e afins, fazem o que querem e ficam dando risada da nossa cara.

Reply
Rodrigo Sene 20/12/2017 - 14:28

Baixou né?

Reply
Orlando Batistao 20/12/2017 - 14:22

e so protesta . faze greve todos passa sem paga . aki e facil reclama mais se nao agir nao adianta deve ta barato todos paga e boa

Reply
Geraldinho Geraldim 20/12/2017 - 14:17

Antt so serve p aprovar aumentos tarifas

Reply
Paulo Mary Reus 20/12/2017 - 14:17

É uma vergonha,,,essa ANTT só serve pra isso , fiscalizar as rodovias que é bom nada ,aumento, aumento, aumento é só o que se escuta falar e o frete defasado as estradas viradas em buracos e sulavanco ,,,viva o Brasil viva país sem dono

Reply
Max Santos 20/12/2017 - 14:03

A Regis ta uma vergonha principalmente entre JACUPIRANGA /SÃO PAULO burracos,trepidações!! AI O QUE FAZ ANTT??? Vai la e autoriza um reajuste da tarifa!!e a manutenção da pista???????? Será q rola muito dinheiro entre ANTT/CONCESAIONÁRIA/GOVERNO

Reply
Paulo Mary Reus 20/12/2017 - 14:15

Verdade ,essa ANTT servi pra que ? Só pra liberar almento de tarifa de pedágio ,pra fiscalização dessa estrada cheias de sulavanco e buracos não fazem nada arrespeito!

Reply
David Santos 20/12/2017 - 14:42

Com certeza.

Reply
Jaime Zembruski 20/12/2017 - 17:35

Positivo que tá horrível!!! Faicha da direita não dá pra andar de tanta trepidação e buracos

Reply
Fabricio Trevisani 20/12/2017 - 13:51

No transporte é assim. Vc no meio, governo te fudendo, pedagios te fudendo, os cliente te fudendo. É tu só se fodendo

Reply
Moroti Bento Americo 20/12/2017 - 14:01

Kkkkkk

Reply
Marcus Jaqueline 20/12/2017 - 13:18

É só não trafega nesta rodovia

Reply

Escreva um comentário