Greve de caminhoneiros causou falta de combustíveis em grandes cidades




Iniciada de forma pacífica no último dia 07/12, uma manifestação de caminhoneiros contrários aos constantes aumentos do valor do diesel causou falta de combustível em cidade de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná.

Os bloqueios se iniciaram na manhã do dia 07/12, quinta-feira, em uma base da Petrobrás em Ijuí-RS, e aos poucos chegou a outros estados, como Minas Gerais e Rio de Janeiro. Mesmo assim, o movimento teve pouca adesão de caminhoneiros no resto do Brasil.

Em Betim-MG, os caminhões tanques só saiam de dentro das distribuidoras com escolta policial, o que gerou atrasos nas entregas de combustível aos postos, e zerou o estoque de alguns deles. Outros pontos que tiveram manifestações confirmadas foram em Ijuí-RS, Araucária-PR, Paulínea-SP e Duque de Caxias-RJ.

LEIA MAIS  Tabela de Frete: Veja o que acontece se ficar ou se cair a liminar

Foi divulgada falta de combustíveis também na região norte do Rio de Janeiro. Em São Paulo não houve registro de desabastecimento.

Na noite de ontem todos os protestos foram encerrados. Em Minas Gerais e Rio de Janeiro houve reuniões entre sindicatos, representantes dos governos estaduais e distribuidoras de combustível.

No Rio Grande do Sul o movimento foi encerrado por conta de uma liminar da justiça gaúcha, que exigia a saída dos manifestantes das portarias das refinarias. Não houve registro de incidentes, e o movimento começou e terminou de forma pacífica.

Os protestos foram acertados em uma reunião entre o Sinditac de Ijuí-RS e outras lideranças de caminhoneiros de Minas Gerais e Rio de Janeiro, e estava prevista para começar no dia 07/12 e não havia previsão de término. Áudios que circularam pelo Whatsapp e redes sociais pediam que os caminhoneiros aderissem à greve em todo o país, porém o movimento de caminhões na rodovias do país se manteve normal nos dias de greve.

3 comentários em “Greve de caminhoneiros causou falta de combustíveis em grandes cidades

  • 09/12/2017 em 10:35
    Permalink

    Parabéns a todos os camioneiros que aderiram ao movimento!!!
    Contamos com o apoio dos senhores para não permitir a implementação das reformas que destroem os direitos dos trabalhadores e aposentados brasileiros, bem como mudar esta política perversa de internacionalização do preço do petróleo que dificulta mais ainda a vida do cidadão comum. O Brasil é autossuficiente na produção do petróleo, nao faz sentido nos submetermos a especulação dos investidores internacionais…

    Resposta
  • 09/12/2017 em 09:41
    Permalink

    O país optou por um modelo rodoviário, então qualquer mudança na política de preços de combustíveis tem que começar com os caminhoneiros, se vocês pararem o país para. Apoio o movimento de vocês contra essa política da Petrobrás e dessa quadrilha no governo.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!