Volvo apresenta novo sistema de bateria que aumenta o conforto do motorista

por Blog do Caminhoneiro

A Volvo Trucks está apresentando um novo sistema de baterias para o Volvo FH e Volvo FM, que fornece energia suficiente para todas as funções na cabine, além de reduzir o risco de parada devido a baterias descarregadas. “Os motoristas podem desfrutar de um melhor conforto e condições de vida, sabendo que eles têm energia suficiente para suas necessidades, com um risco mínimo de ficar sem bateria, mesmo com uso prolongado”, diz Samuel Nerdal, Gerente de Produto de Eletricidade e Eletrônica da Volvo Trucks.

O novo sistema de bateria possui dois conjuntos de bateria separados – um para dar partida no motor e o outro para todos os outros equipamentos elétricos na cabine. A única função da bateria do motor de partida é girar o motor e não é afetada pelo consumo de energia no resto do caminhão. Todas as outras funções, como o aquecedor da cabine, condicionador de ar, geladeira, sistema de mídia e equipamentos pessoais, incluindo laptops, telefones celulares e tablets, são alimentados por baterias de gel separadas.

Ao usar tecnologia de gel, a nova solução de baterias pode atender aos requisitos de energia cada vez maiores exigidos por muitos clientes hoje. Em comparação com as baterias convencionais de chumbo-ácido, a tecnologia de gel tem a capacidade de manter altas concentrações de energia por longos períodos de tempo.

“Estes benefícios podem ser vistos principalmente nas tarefas de transporte de longa distância e em climas muito quentes ou frios. Mesmo nas noites de inverno, o motorista pode desfrutar de uma boa noite de descanso sem ter que se levantar e ligar o motor para recarregar as baterias”, explica Samuel Nerdal.

Menos arranques do motor também significam menor consumo de combustível e impacto ambiental reduzido. “Um caminhão estacionado com um motor ligado em marcha lenta consome cerca de três litros de combustível por hora. Com nossa solução, é possível minimizar o tempo de marcha lenta e assim reduzir significativamente os custos de combustível”, diz Samuel Nerdal.

As novas baterias de gel oferecem uma vida de serviço muito maior do que as baterias convencionais de chumbo-ácido, bem como mais ciclos de carga. Na verdade, durante ciclos difíceis, as baterias de gel durarão pelo menos 10-15 vezes mais.

“Nosso sistema de bateria não só atende às altas exigências atuais de um fornecimento de eletricidade seguro, mas também contribui para aumentar o tempo de atividade do veículo e reduzir os custos operacionais. Esta é uma solução que beneficiará muitos clientes”, diz Samuel Nerdal.

 

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

7 comentários

Marcelo Pereira 19/12/2017 - 00:24

Não é querendo ser pessimista, mas a bandidagem tbm vão adorar !

Reply
Gil Frazão 18/12/2017 - 19:20

É simples é só vir com tipo um gerador que tem nos ca minhoes americanos ar quente e frio mantém o motor na temperatura ideal td automático

Reply
Gabriel Moro 18/12/2017 - 16:13

Adoro

Reply
Edimilson Marques 18/12/2017 - 13:01

No Brasil eles só sabem ergue altura dá gabine e vai diminuindo a cama parece nois motorista dormimos em pé.Se vê os caminhões europeus da vontade nem de olha pra não passa vontade.

Reply
Fabiano Trancoso Gager 18/12/2017 - 13:49

Oi amigo Edimilson, o problema não esta nas montadoras e sim na nossa legislação que o comprimento total e medido do cavalo até a carreta ao contrário que acontece nos EUA, que só conta com o reboque isto é, a carreta. Este e um dos motivos que não tem mais caminhões “bicudos” aqui no Brasil. Enquanto não muda-se as leis brasileiras, as montadoras aumentam a altura das cabines para minimizar a situação.
Grande abraço…

Reply
Edimilson Marques 18/12/2017 - 15:06

Entendi Fabiano Trancoso Gager assim fica difícil para as montadoras pois é a legislação que dita regra nesse pais eu não deixa eles tenta por o maior conforta ao motorista.

Reply
Edson Bordin 19/12/2017 - 11:47

Trabalhado num FH 460.2017.cada vez que chove e 1 lagoa por dentro já foi na concessionária e não descobrirão o defeito uma pena trabalhei 5 anos num FM 370.Baita caminhão

Reply

Escreva um comentário