Volvo mostra na Expoforest seus caminhões e sua tecnologia para aplicações no segmento florestal




A Volvo está mostrando seus caminhões vocacionais e toda a sua tecnologia de transporte na Expoforest 2018, que se realiza de 11 a 13 de abril na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo. Fabricante de caminhões pesados e semipesados, a Volvo exibe os modelos FMX, FH e VM e as suas avançadas soluções em transmissão e motorização.

O segmento florestal é um dos mais importantes da economia brasileira, com 7,8 milhões de hectares de florestas plantadas de eucalipto e pinos, consideradas as mais produtivas do mundo. Elas abastecem as indústrias de papel e celulose, painéis reconstituídos, de siderurgia e de produtos de madeira processada mecanicamente.

O FMX que a Volvo exibe é um moderno caminhão da Volvo, que figura na classe dos pesados. Com um motor de 13 litros de até 540cv, é o veículo mais otimizado para aplicação florestal, com a potência e o torque corretos para este tipo de trabalho. A alta produtividade é um ponto muito importante neste segmento. “Estamos entregando um veículo moderno, com elevada potência e torque. O FMX foi especialmente desenvolvido para o transporte pesado em condições severas”, afirma Bernardo Fedalto, diretor de caminhões da Volvo.

Com um robusto trem de força e uma avançada cabine ergonomicamente projetada para longas jornadas de trabalho, o FMX tem vários atributos que o tornam ainda mais vocacionado para aplicações florestais. Seu design arrojado, o exterior moderno e grande altura livre do solo contribuem para fazer do FMX o mais completo e mais focado caminhão para trabalhos florestais de todo o mercado. “Temos ainda o melhor trem de força para atender as necessidades do cliente. Robusto e durável, garante mais viagens no período de trabalho”, observa Fedalto.

I-Shift Off Road

O FMX vem equipado com a consagrada caixa de câmbio Volvo I-shift Off Road. Esta caixa tem interior reforçado e softwares específicos para o transporte de madeira e congêneres. A transmissão da Volvo está em sua 6ª geração, com características que a tornam a melhor opção em todo o setor de transporte: menor consumo de combustível; trocas mais rápidas de marcha; melhor comportamento do acelerador; mais conforto; opções de marchas super reduzidas; e melhor gerenciamento de torque do motor de 540cv, adaptando-se automaticamente à topografia e se o caminhão está carregado ou vazio. “Com arranques sem igual, novos softwares e maior capacidade, não há melhor indicação para o setor florestal do que a caixa I-Shift”, diz Álvaro Menoncin, gerente de engenharia de vendas da Volvo.

Marchas super reduzidas

A Volvo também oferece no Brasil uma exclusividade mundial da marca: a caixa eletrônica I-Shift com marchas super reduzidas, que pode sair de fábrica opcionalmente com 13 ou 14 marchas. A transmissão proporciona o melhor arranque do mercado e permite um CMT (Capacidade Máxima de Tração) de até 300 toneladas em aplicações específicas e situações controladas. Ela permite operar com velocidades muito mais baixas, para enfrentar vias mais difíceis e de topografia adversa.

Com 13 marchas – a última chamada Overdrive –, esta opção é voltada principalmente para aquelas aplicações em que o transporte é feito tanto em rodovias com topografia acidentada ou de serra, como em estradas com trechos com boa pavimentação. Esta solução privilegia o arranque em condições mais adversas, mas também proporciona excelente velocidade média no trecho rodoviário, tanto carregado como descarregado, proporcionando maior produtividade e menor consumo de combustível.

Esta transmissão é muito útil em operações nas quais o caminhão transporta, por exemplo, carga a partir de estradas não pavimentados e difíceis, e posteriormente segue em direção aos centros urbanos maiores, usando vias melhores. É uma versatilidade extra para atender transportadores que têm caminhões operando nestas condições, reduzindo o custo operacional.




Deixe sua opinião sobre o assunto!

error: Cópia de conteúdo desabilitada !!