Carreta com freios isolados é impedida de seguir viagem pela PRF no Paraná




Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) reteve uma carreta bitrem que transportava 38 toneladas de madeira na manhã desta terça-feira (12) na BR-376 em Tijucas do Sul (PR), região metropolitana de Curitiba.

Durante a abordagem, na Unidade Operacional Alto da Serra, os agentes da PRF perceberam que havia um isolamento no sistema de freios do último eixo do segundo semirreboque.

A cuíca (câmara) de freio havia sido retirada. As mangueiras estavam dobradas e amarradas.

O caminhão está retido no posto da PRF até que o motorista ou a empresa proprietária providencie a ida de um mecânico até o local, para fazer a regularização do sistema.

Conforme o Código Brasileiro de Trânsito, a infração de conduzir veículo em mau estado de conservação ou com equipamento obrigatório ineficiente é de natureza grave. O valor da multa é de R$ 195,23. São cinco pontos na carteira de habilitação.

LEIA MAIS  Marco Regulatório do Transporte Rodoviário de Cargas é aprovado na Câmara dos Deputados

O ato de isolar parte do sistema de freios é uma medida emergencial, que em tese o caminhoneiro poderia adotar de maneira excepcional, até chegar à oficina mais próxima. Há casos, porém, de motoristas que continuam usando o caminhão por vários dias ou semanas, apesar do problema.

O fato de o freio deixar de funcionar em um ou mais eixos pode vir a provocar sobrecarga e falência de todo o sistema.

A abordagem da carreta retida hoje pela PRF foi motivada inicialmente por uma suspeita de roubo. A empresa de rastreamento havia feito contato com a polícia, relatando que não conseguia fazer contato com o motorista. Mas o roubo não foi confirmado. Houve apenas um problema de comunicação entre o veículo e a empresa.

LEIA MAIS  Na China, caminhoneiros bloqueiam estradas contra preço do combustível

Desde dezembro de 2014, a PRF, em parceria com concessionárias de rodovias, realiza no Paraná a Operação Serra Segura. Em 75 edições, a PRF já fiscalizou 4.788 caminhões. Desse total, 1.240 veículos apresentaram ao menos uma irregularidade. O número equivale a 25,9% do total de caminhões abordados.

Pneus em mau estado de conservação, problemas no sistema de freios, irregularidades relacionadas ao tacógrafo e suspensão alterada estão entre as principais causas dos 2.317 autos de infração emitidos durante essas operações da PRF..




Um comentário em “Carreta com freios isolados é impedida de seguir viagem pela PRF no Paraná

  • 15/06/2018 em 20:21
    Permalink

    Nos EUA a empresa que comete infrações perde pontos e fica na mira de auditorias. Tal poderia ser aplicado aqui, num caso como esses agentes poderiam inspecionar vários outros veículos da mesma empresa, levantar débitos, etc.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!