BBM Logística cresce aceleradamente para se tornar um dos maiores prestadores de serviços logísticos do Mercosul




A BBM Logística registrou faturamento de R$253.082.982 no 1º semestre de 2018, resultado 56% superior ao do mesmo período do ano passado. Entrando para o seleto grupo dos maiores prestadores de serviços logísticos do Mercosul, a companhia teve o melhor resultado do ano justamente em junho, mês seguinte à greve dos caminhoneiros, com receita de R$57.219.043. Este número é o dobro do registrado em junho de 2017 e quase 25% superior ao de abril de 2018, mês anterior às paralisações.

“As dificuldades severas provocadas pelas paralisações prejudicaram o resultado semestral, mas fomos eficientes na administração da situação e ágeis para aproveitar oportunidades inesperadas. No final, saímos fortalecidos por estarmos mais próximos dos nossos clientes. O faturamento de junho demonstra que retomamos o ritmo planejado e que vamos crescer ainda mais no 2º semestre”, explica André Prado, CEO da BBM. A previsão é fechar 2018 com um potencial de receita anual de aproximadamente R$ 700 milhões e 100% de crescimento em comparação a 2017.

Reestruturação

LEIA MAIS  Justiça do Trabalho indica que motoristas não devem integrar a base de cálculo para a cota de portadores de deficiência

Desde 2017, a BBM vem passando por mudanças importantes para se tonar um dos maiores operadores logísticos do Mercosul. Recebeu o fundo de investimentos Stratus como sócio em 2017, a direção da empresa foi renovada e constituído o conselho de administração. Essa nova estrutura de comando é responsável por executar um ambicioso plano de expansão, que já vem demonstrando resultados acima do que havia sido planejado.

No início deste ano, ocorreu a primeira aquisição com a compra da Transeich Assessoria e da Transeich Armazéns Gerais. A aquisição reforçou a presença da BBM em operações intermodais, de transporte fracionado, armazenagem e serviços dedicados, além da participação em diversos setores como o químico, petroquímico, automotivo, cosméticos, adesivos, varejo e eletroeletrônicos, multiplicando sua capacidade e expertise nestas áreas de atuação.

“Existe a previsão de um expressivo investimento anual até 2022 para assegurar o crescimento e ultrapassar R$ 1 bilhão de faturamento. Entretanto, acreditamos, que devemos realizar esse resultado de forma antecipada através de um relevante crescimento orgânico e novas aquisições”, finaliza André Prado.

LEIA MAIS  Dispensa de caminhoneiro antes de cirurgia bariátrica não foi discriminatória

Números:

– 4 mil veículos em operação

– 350 mil viagens/ano

– 117 milhões km rodados/ano

– 10 milhões de toneladas movimentadas/ano

– 1.500 colaboradores

– 46 unidades operacionais

– Mais de 200.000 m2 de área operacional

– Atuação em todas as regiões brasileiras e no Mercosul




Deixe sua opinião sobre o assunto!