Banco Mercedes-Benz fecha primeiro semestre de 2018 com aumento de novos negócios




O Banco Mercedes-Benz encerrou o primeiro semestre de 2018 com crescimento de 54,6% no volume de novos negócios, passando de R$ 1,1 bilhão para R$ 1,7 bilhão nos primeiros seis meses deste ano. No mesmo período, o saldo da carteira da instituição também apresentou alta em junho, atingindo R$ 8,2 bilhões, o que representa aumento de 5,1% se comparado ao mesmo período de 2017.

“Com o mercado reagindo e foco total ao cliente, estamos em um ritmo de crescimento constante que se iniciou com o incremento de 20% nos negócios em 2017 e, agora, com os 54,6% obtidos no primeiro semestre de 2018. Nossa intenção é apoiar as vendas da fábrica e concessionárias, garantindo sempre as melhores condições para os clientes”, afirma o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Diego Marin.

O grande destaque foram os negócios envolvendo ônibus, com R$ 647 milhões negociados nos primeiros seis meses do ano, o que representa um crescimento de 180% em relação ao ano passado e o melhor volume obtido em um primeiro semestre desde 2012. Em caminhões foram registrados R$ 632 milhões no período, volume 33,6% superior ao registrado entre janeiro e junho de 2017, quando o total foi de R$ 473 milhões. Em automóveis o volume foi de 175 milhões, 27,7% a mais do que o obtido em 2017.

LEIA MAIS  Caminhão é flagrado com doze toneladas de excesso de peso na BR 116 em Mafra-SC

O Crédito Direto ao Consumidor superou o Finame como a linha de crédito mais procurada. Apenas no primeiro semestre a modalidade acumulou R$ 962 milhões, volume 138,7% maior do que apresentado no ano passado, seguido pelo Finame, com R$ 508 milhões no período, e pelo Refrota (Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano), com R$ 150 milhões.

LEIA MAIS  Tecnologia inédita reduz os acidentes fatais nas estradas

Alinhado às diretrizes da Daimler Financial Services, o Banco Mercedes-Benz segue investindo em tecnologia com o intuito de otimizar procedimentos internos que impactam diretamente na experiência do cliente como, por exemplo, na agilidade de análise de crédito.




Deixe sua opinião sobre o assunto!