Scania reinicia produção de motores V8 na Europa




Após uma greve de grandes proporções em uma das empresas fornecedoras da Scania, que fabrica blocos de motores V8, a Scania interrompeu a produção e os pedidos de caminhões e motores industriais e marítimos com arquitetura V8.

De acordo com a Scania, esse foi um dos maiores problemas com fornecedores enfrentados pela marca em muitas décadas. O atraso das entregas dos pedidos feitos antes de junho pode chegar a quatro meses.

A Scania conseguiu um fornecimento inicial pequeno, mas constante, dos blocos de motor base para os modelos V8, que são finalizados na fábrica da Scania em Södertälje, na Suécia.

LEIA MAIS  Euro 6 no Brasil só em 2023

Após colocar a casa em ordem, a Scania abrirá espaço para novos pedidos. A parada de produção dos motores V8, que impactou pelo menos dois mil pedidos de caminhões e motores marítimos e industriais, aconteceu durante uma das fases de maior procura do modelo.

As potências dos motores V8 para aplicações rodoviárias na Europa varia de 520 a 730 cavalos, sendo uma das potências mais altas do mercado. Para os motores marítimos, a montadora oferece o motor V8 de 16 litros com potência de até 1.150 cavalos.

O primeiro motor V8 da Scania foi lançado em 1969, com potência de 350 cavalos. A lendária linha de motores V8 da Scania completa 50 anos em 2019.

Deixe sua opinião sobre o assunto!