ZF se prepara para tornar possível a formação de comboios de caminhões




A tecnologia ZF ajuda a permitir que veículos comerciais vejam, pensem e ajam. Tal interação entre sensores, softwares de controle e atuadores é de grande importância no que diz respeito à formação de comboios, conhecidos também como platooning. A ZF está trabalhando em conjunto com fabricantes de caminhões como parte do projeto ENSEMBLE, co-financiado pela União Europeia (UE), para testar programas que têm o objetivo de introduzir a composição multimarcas nas estradas europeias até 2021.

Como o projeto envolve caminhões de diversos fabricantes que se fundem para formar um comboio, os padrões de rede são fundamentais. O portfólio atual da ZF possui a tecnologia que possibilita a capacidade de formação de comboio, incluindo sensores de câmera e radar, o supercomputador ZF ProAI, o sistema de direção eletro-hidráulica para veículos comerciais ReAx, assim como o sistema de transmissão.

“Funções de direção como a formação de platooning são possibilitadas pela inovadora tecnologia ZF”, disse Fredrik Staedtler, Head da Divisão de Tecnologia de Veículos Comerciais da ZF. “Já estamos oferecendo aos fabricantes de caminhões um suporte de rede que está tornando o transporte mais eficiente e impactando positivamente o custo total de operação”.

LEIA MAIS  Banco Paccar iniciará operação no 1º semestre de 2019

Em um platooning, dois ou mais caminhões dirigem juntos e em proximidade para criar uma composição de caminhões. Isso reduz o arrasto aerodinâmico dos caminhões que estão atrás do caminhão líder, o que, por sua vez, pode reduzir o consumo de combustível em até 20%.

Composição de comboios multimarcas

A distância reduzida entre os caminhões em um comboio é possível porque os veículos em rede podem funcionar independentemente do tempo de reação do motorista. Os caminhões são projetados para frear e fazer curvas praticamente em tempo real, de acordo com as ações do caminhão líder. Entretanto, eles não dirigem às escuras. Graças às informações de sensores e às funções autônomas de direção, eles também podem permanecer na faixa mesmo que o veículo líder ultrapasse involuntariamente as marcações da pista.

A ZF testou a viabilidade de platooning em vários projetos. Como parte do projeto ENSEMBLE da União Europeia, a empresa estabeleceu os padrões necessários para possibilitar a formação de comboios multimarcas, formados por caminhões de diferentes fabricantes. Esses comboios mistos tendem a se tornar cada vez mais frequentes no cenário rodoviário. Em outro projeto, o aFAS, patrocinado pelo Ministério Federal Alemão de Assuntos Econômicos, a ZF trabalhou na implementação do conceito de platooning em veículos de segurança, que fazem parte de projetos de obras rodoviárias em movimento. Alguns dias atrás, o projeto recebeu pela primeira vez o “Truck Innovation Award” de 2019, como parte do prêmio “Caminhão Internacional do Ano”. A ZF atualmente está testando o platooning na Europa, mas também planeja avançar o conceito na América do Norte nos próximos anos.

Deixe sua opinião sobre o assunto!