Empresa da Noruega cria dispositivo para evitar derrapagens no gelo

Trafegar em rodovias onde há fortes ondas de frio, como no norte da Europa, pode ser um grande desafio para o motorista. Em certas situações, finas camadas de gelo cobrem o asfalto, e o veículo perde completamente a aderência sobre a via. Em muitas localidades, sal é jogado sobre as rodovias para reduzir o problema, mas nem sempre isso evita acidentes.

Pensando em uma solução para isso, o caminhoneiro, empresário e inventor Rauno Kivilompolo, da Noruega, acaba de desenvolver e patentear um sistema que vai cascalhando a estrada, fazendo com que as pequenas pedras quebrem a camada de gelo e os pneus mantenham contato firme com o chão.

O primeiro protótipo funcional do sistema foi instalado por dentro dos para-lamas de um caminhão Scania R da geração anterior. Esse sistema vai derrubando lentamente algumas pedrinhas de cascalho sobre a pista e os pneus passam por cima. Com isso, o caminhão não fica sem controle em caso de gelo sobre a pista.

Desenvolvido em plástico, o sistema custa cerca de 300 Euros já instalado, mas ainda não é uma realidade nas estradas. De acordo com Rauno, o dispositivo será comercializado em larga escala em breve, e já ganhou o apoio de seguradoras, interessadas na redução de acidentes. Com o sistema instalado, o seguro do caminhão passa a ser mais barato.

Além do dispositivo para a geração antiga da Scania, que também pode ser adaptada para outros caminhões, Rauno desenvolveu um sistema exclusivo para a nova geração Scania, que é instalado no para-choque dianteiro do modelo e tem uma capacidade de armazenamento de cascalho ainda maior, com o mesmo sistema de funcionamento.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal