Grupo Boral apresenta caminhão modificado para pavimentação na Austrália

O Grupo Boral é um conglomerado de empresas especializadas no desenvolvimento de equipamentos para construção, com operações na Austrália, Ásia, Oriente Médio e América do Norte. A empresa tem mais de 25 mil funcionários pelo mundo, e recentemente desenvolveu e apresentou um veículo muito especial, o caminhão Boral FMAS.

A sigla FMAS significa Forward Moving Aggregate Spreader, que muda o modo como as estradas são construídas na Austrália. Até hoje, são usados caminhões basculantes convencionais, que descarregam a brita sobre o trecho em obras em marcha a ré. Em alguns vídeos na internet é possível ver a construção de alguns trechos de estradas, como esse:

O piche é espalhado sobre a base da estrada, e os caminhões andam em marcha à ré, descarregando o material sobre esse piche. A vantagem é que os pneus não são sujos pelo piche, e também não há nenhuma contaminação por materiais do caminhão na estrada nova. Depois de terminada essa base, a estrada recebe uma camada de asfalto convencional.

Só que existe risco. Dirigir em marcha à ré com a caçamba levantada pode causar acidentes com rede elétrica, árvores e até tombamento. Foi pensando em reduzir esses riscos que o caminhão Boral FMAS foi criado.

Com o novo modelo, não há necessidade de basculamento da caçamba. O descarregamento é feito por baixo do para-choque dianteiro, que tem até regulagem da largura da faixa que o material deve ser descarregado.

Construído sobre um Iveco Hi-Street 8×4, o caminhão recebe uma estrutura complexa, tem a cabine reduzida e sofre diversas outras modificações extras para se transformar nessa máquina.

A velocidade de operação é de até 7 km/h, e a caçamba leva até 10 m3 de material, ou 27,5 toneladas. A faixa máxima de pavimentação é de 3,6 metros, e o comprimento total do veículo é de 10,9 metros. A empresa não divulgou informações de potência e outros. A produção do veículo para venda começa em 2022.

 

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta