PRF inibe boqueio e cobrança de pedágio por indígenas na BR-070 em Mato Grosso




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início, na manhã da última quinta (18), à ‘Operação Dia do Índio’ e garantiu a trafegabilidade na BR-070, em Primavera do Leste/MT. As ações tiveram como objetivo garantir o direito de ir e vir dos usuários da rodovia, coibindo bloqueio da via por parte de indígenas da região para a cobrança ilegal de “pedágio”.

A operação, que se encerrou na noite do último sábado (20), foi realizada em conjunto com a Polícia Federal (PF). A PRF contou com o reforço de 32 policiais, parte deles do Grupo de Choque, especializados em controle de distúrbios. Dez viaturas foram empregadas no patrulhamento e, com as via liberada, não foi necessário o serviço de escolta.

As ações estavam planejadas para a manhã da quinta, mas os PRFs tiveram que atuar já na noite da quarta (17) após receberam informações da presença de grupos indígenas na rodovia. As equipes se deslocaram e impediram o bloqueio. Durante os três dias de operação, o trabalho foi constante, com rondas e presença sempre que eram observadas pequenas concentrações de índios.

Em uma das tentativas de bloqueio, os indígenas chegaram a colocar galhos sob a via, mas logo foram surpreendidos pelos policiais. A vegetação foi retirada e o trânsito não foi prejudicado. Nenhuma ocorrência grave foi registrada e o Grupo de Choque não precisou ser acionado para além do trabalho preventivo.

As equipes PRF e PF intensificaram o patrulhamento especialmente no trecho entre o km200 e Km240, onde, no ano passado, indígenas bloquearam o tráfego, condicionando a passagem ao pagamento de uma espécie de pedágio. A prática ilegal acontece em razão do Dia do Índio, comemorado na última sexta (19), sob justificativa de arrecadar dinheiro para as festividades nas aldeias.




Um comentário em “PRF inibe boqueio e cobrança de pedágio por indígenas na BR-070 em Mato Grosso

  • 23/04/2019 em 10:29
    Permalink

    KKK agora além de dar dinheiro pro governo gastar , temos que sustentar bom festinha de índio?? Haha má vai aonde nėh!!

Fechado para comentários.