Documento Eletrônico de Transporte irá simplificar a vida do caminhoneiro

por Blog do Caminhoneiro

Anunciado pelo Governo Federal no início do ano, o Documento Eletrônico de Transporte (DT-e), está sendo testado no Espirito Santo. Esse documento eletrônico irá agrupar cerca de 20 outros documentos, de forma online, sem necessidade de um monte de papel.

De acordo com o Governo Federal, o novo Documento Eletrônico de Transporte serve para desburocratizar as operações de transporte de carga e também de passageiros.

O documento unifica uma série de registros em um único aplicativo, como DANFE, DACTE, DAMDFE, CT-E, seguro, RNTRC e outros. Pelo aplicativo também será obrigatório que o valor pago ao caminhoneiro cumpra a tabela de fretes.

Esse projeto faz parte do programa Rede Brasil Inteligente, que prevê o uso da tecnologia para evoluir o sistema logístico no Brasil, e também em outras áreas.

O aplicativo do Documento Eletrônico de Transporte será integrado aos softwares de transportadoras e embarcadores, e também permitirá o agendamento de carga e descarga, como acontece nos portos.

O sistema está sendo testado com o sistema Canal Verde, uma rede de monitoramento eletrônico, que já conta com 55 pontos de fiscalização por todo o Brasil.

A leitura das informações do caminhão e da carga são feitas a partir de um chip, instalado no para-brisa do veículo, que permite uma fiscalização mais ágil, sem que o caminhão precise parar. Apesar disso, caso seja constatada alguma irregularidade, o caminhão pode ser parado para uma vistoria mais detalhada.

Ainda não existe uma prazo para a entrada definitiva do sistema de Documento Eletrônico de Transporte no setor, pois ainda são necessários muitos testes e aperfeiçoamento da tecnologia. Porém o sistema irá facilitar e agilizar a vida do caminhoneiro.

COMENTAR

11 comentários
0

Artigos relacionados

11 comentários

Jefferson 12/06/2019 - 22:30

Eu acho bom, será mais ágil, espero que realmente faça a diferença, no nosso país tudo ė muito burocrático, no transporte ,espero sinceramente que desta vez , vá para frente ,eu me candidato a fazer os testes, e embarcar tecnologia.

Claudio Ferreira silva 12/06/2019 - 10:18

Esse do cumento serve para o transporte de passageiros

Kleber N O Franca 11/06/2019 - 11:51

enquant voces defenderem este governo canalha em não fazer uma greve por tempo indeterminado em reivindicação ao cumprimento da tabela de frete vocês vão ficar na merda como já estão. Sem dinheiro çara reparar um motor caixa diferencial sequer comprar pneus pois a maioria já não tem mais credito para compras financiadas
Muitos que não pararam para uma greve em defesa da tabela para proteger o bostonaro estão parando seus caminhões em estado de sucata por não terem recussos para manutenção.

Paulo Henrique Almeida Marcate 11/06/2019 - 14:11

a culpa disso tudo e do pt o Bolsonaro está começando a arrumar migao , miro mito

Elton 11/06/2019 - 17:43

Boa noite ! Com apenas 5 meses de mandato a culpa é do atual governo ? Me explica isso por favor estou achando que vc vive na mesma galáxia que a Marina Silva ??????

Enock 11/06/2019 - 10:00

O governo está enrolado os caminhoneiros empurrando com a barriga

DIRCEU CANESSO 11/06/2019 - 08:04

É tanta burocracia, que a transportadora ganha 100% emcima do caminhoneiro autônomo.

Marco Antônio cortez 10/06/2019 - 20:28

Isso e uma vergonha ANTT cabide de emprego dos políticos ladrão que estão aí roubando o caminhoneiro

RODRIGO MESQUITA FERREIRA LIMA 10/06/2019 - 19:58

Em 2050 quem sabe comece a fiscalização…

Adriano 10/06/2019 - 18:58

É uma boa intenção…
Mas de imediato poderia atrelar a emissão da nota fiscal, com o número de CTE..
Só liberar a nota depois que o frete estiver pago ao autônomo nas formas de cartão a ser disponibilizado por cada transportadora a seu critério !!
Assim evitaria essa falta de comprometimento dos envolvidos…

Wander 10/06/2019 - 18:56

Esta de morando muito para vira realidade e só em relação

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: