Projeto que torna crime adulteração no sistema de Arla32 tem parecer favorável na Câmara




A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados deu parecer favorável a um projeto de lei apresentado em 2016, que torna crime a adulteração do sistema de Arla32 dos caminhões fabricados a partir de 2012.

O crime será por adulteração de tecnologia ou substância destinada a reduzir poluição ambiental ou a efetuar a sua medição. O texto também pune quem fabricar, adquirir, fornecer, possuir ou guardar a tecnologia ou a substância destinada a adulterar e ainda quem utilizá-la, sabendo da adulteração. A pena prevista é reclusão de um a quatro anos e multa.

O projeto é do Deputado Federal Jerônimo Goergen (PP-RS), e foi analisado ontem pela comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara. Ele já havia sido aprovado em 2017 pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Agora o texto seguirá para votação no plenário da Câmara. Mas ainda não há data para votação.

A ideia do projeto é combater as fraudes do sistema, que aumentam a poluição dos veículos. Para burlar o sistema de Arla32, é utilizado um equipamento eletrônico conhecido popularmente como chip paraguaio. Ele envia sinais falsos para a central eletrônica do caminhão, como se o Arla32 estivesse sendo injetado corretamente.

Se não usar esse chip, quando o caminhão fica sem o Arla32, ele perde cerca de 40% da potência do motor, para evitar o aumento da poluição.

Praticamente todos os caminhões fabricados a partir de 2012 usam o sistema SCR (Redução catalítica seletiva), que injeta Arla32 no sistema de escapamento, um composto a base de ureia, para quebra dos óxidos de nitrogênio em água e nitrogênio puro, que não causam danos ao meio ambiente.




4 comentários em “Projeto que torna crime adulteração no sistema de Arla32 tem parecer favorável na Câmara

  • 08/08/2019 em 13:17
    Permalink

    Pior e ser enquadrado numa penitenciária por não cumprir a lei.
    Do jeito que estão lotadas quero ver.
    Esse arla não e 100% eficaz.
    De fosse os motores MAM não sairiam sem essa suposta tecnologia.
    Mas como sempre quem pg é o menor.

    Resposta
  • 08/08/2019 em 11:40
    Permalink

    Pior sistema inventado até hoje é esse arla até agora não vi nenhum caminhão que não dá problema no sistema e acho que a fiscalização tem que ser quem vende não em quem compra pouca vergonha …. Agi aí seu Presidente Bolsonaro olha que querem fazer com o motorista

    Resposta
  • 08/08/2019 em 00:31
    Permalink

    ESSE DEPUTADO FILHO DA PUTA NÃO SABE O QUE É TER UM CAMINHÃO COM ARLA E NÃO TER INCENTIVO DO GOVERNO, NOS NÃO POLUIMOS E PAGAMOS MAIS DO QUE OS QUE POLUEM.

    Resposta
  • 07/08/2019 em 20:28
    Permalink

    Isso é só pra socar mais multas nos caminhoneiros , até parece que vão prender alguém ,não tem lugar nem para criminosos de verdade ,vai ter pra cáminhoneiro que adultera um chip.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!