Projeto de lei permite que caminhoneiros votem na estrada




O projeto de lei 5.384/2019, apresentado ontem pelo Deputado Federal Nereu Crispim (PSL/RS), passa a permitir que caminhoneiros em viagem possam votar em sessões eleitorais que estejam próximas de seus destinos nas viagens.

De acordo com o projeto, que altera o artigo 233-A do Código Eleitoral, Lei 4.737/1965, os caminhoneiros que tenham interesse em votar enquanto estiverem viajando terão que se registrar em órgão competente, e poderão votar em urnas especiais instaladas em capitais e em cidades com mais de 100 mil eleitores.

“A rotina do caminhoneiro envolve estar ausente de casa por vários dias seguidos. No período eleitoral, essa categoria possui um complicador extra, pois precisa se organizar para conseguir votar e exercer sua cidadania”, disse o deputado, na justificativa do projeto.

Hoje, quem precisa votar em outra cidade precisa se habilitar na Justiça Eleitoral, até 45 dias antes das eleições, indicando o local específico onde deseja votar.

Mas os caminhoneiros, pela impossibilidade de se programarem com tanta antecedência, acabam impedidos de exercer esse direito.

“O caminhoneiro, por desempenhar atividade atípica, que exige descolamento contínuo e constante, ficando, muitas vezes, dias e até meses fora de sua cidade de origem, não pode estar sujeito a essa limitação para desempenhar seu papel de cidadão. Note-se que, para essa categoria, é inviável a exigência legal de se habilitar perante a Justiça Eleitoral no período de até 45 dias antes da data marcada para a eleição”, completa o deputado.

Abaixo-Assinado

O movimento Damas de Ferro e a União Nacional das Cristais e Caminhoneiros começaram, em setembro, a colher assinaturas para um projeto denominado “Voto na Estrada, um direito do caminhoneiro”.

A ideia desse projeto é semelhante ao projeto apresentado pelo Deputado Nereu Crispim, visando a possibilidade do caminhoneiro votar em candidatos de sua escolha, para ter suas necessidades atendidas pelos legisladores.

O abaixo-assinado precisa de mais de 1,6 milhão de assinaturas para poder se tornar um projeto de lei.

Blog do Caminhoneiro





7 comentários em “Projeto de lei permite que caminhoneiros votem na estrada

  • 04/10/2019 em 17:49
    Permalink

    Eu sempre questionei Porque nos caminhoneiros não podia exercer nosso direito de votar,. Acredito que e uma das melhores coisas que poderia acontecer au nosso favor. Assim pelo menos vamos ter como cobrar mais dos nossos governantes.

    Resposta
    • 08/10/2019 em 13:56
      Permalink

      Caro Jorge, nós não temos direitos e sim OBRIGAÇÃO de votar e eleger essa turma que ai está.
      Bom mesmo é mudar essa obrigação para facultativo, assim somente os politizados votaria e acaba com esses malfeitores de plantão!

      Resposta
  • 04/10/2019 em 16:53
    Permalink

    Eu não faço nem mais questão de votar qdo estou perto de casa qto mais se eu estiver longe kkkkk e Petrobras só lucrando e o caminhoneiro só se lascando óleo chegando a beira de 4 reais

    Resposta
  • 04/10/2019 em 16:17
    Permalink

    Por que este deputado não faz um projeto de lei para que as empresas cumpram com a tabela de frete seria muito mais importantes

    Resposta
  • 04/10/2019 em 12:55
    Permalink

    Atenção, desde o ataque a refinaria Aramco na Árabia, Petróleo ja caiu 22%. Aloowww mitoooo, cade o desconto ?

    Resposta
    • 04/10/2019 em 16:18
      Permalink

      Kkkkk ta no bolso da Petrobrás

      Resposta
    • 08/10/2019 em 14:08
      Permalink

      Esperemos assentados, pois nunca vai abaixar o preço do combustível, esses políticos que ai estão, inclusive o governo central está comprometido com as multinacionais do petróleo. A grandes internacionais forçam o governo para aumentar o preço do diesel para compensar que elas levem nosso petróleo bruto, processam lá fora e os trazem de volta pra vender aqui. Geram empregos lá no exterior e destroem os nossos e ainda aumentam o preço para o maior lucros de quem importa que são elas mesmas.
      E muitos ainda querem que privatizem a Petrobras, eita gente ignorante que somos.
      A coisa está feia, no Nordeste (salvo exceções) grande parte dos combustíveis consumido já são importados de outros países, sendo o maior o EUA. E a qualidade? Para abastecer na BR-116 entre Feira de santana e Fortaleza, somente em postos com alta rotatividade do diesel, (outra vez, salvo exceções)
      senão tem de trocar os filtros combustíveis a cada 5 mil km, é sujeira quase que em geral!
      Troquei filtros de combustíveis e abasteci em muitos postos de pequeno porte e sem bandeiras conhecidas, aos 5 mil km o rendimento cai consideravelmente, o mecânico disse que era filtro do combustível, questionei a ao abrir os mesmos estava com uma camada de “barro” obstruindo a passagem de diesel!
      Quero ver quando privatizar tudo como está querendo o presidente e muitos desinformados brasileiros!

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!