Scania apresenta caminhão movido a gás liquefeito na Fenatran




A Scania apresenta, durante a Fenatran em São Paulo, o primeiro caminhão movido a Gás Natural Liquefeito no Brasil. O Scania R410 da nova geração tem o mesmo motor e sistema de injeção presente nos caminhões movidos a GNV ou biometano, já testado com sucesso com a Citrosuco e Morada Transportes.

A nova tecnologia de armazenamento do gás, de forma líquida com temperatura controlada, será testada pela Scania junto com a Ambev, e pode reduzir as emissões de CO2 em até 15% em comparação com um caminhão similar a diesel.

Os testes acontecerão em rotas no interior de São Paulo, em um período de dois anos, com apoio da Transportadora Translecchi e das concessionárias Scania Quina Roda e Codema.

“As empresas que fazem parte da cadeia do transporte rodoviário de cargas, sejam transportadoras ou embarcadores – que precisam de um parceiro logístico para transferir suas cargas –, caso da Cervejaria Ambev, estão começando a buscar soluções diferenciadas de sustentabilidade. Com esta decisão tomada estão precisando de parceiros que estejam nesta mesma jornada. Por isso, Scania e Ambev estão construindo uma união com próposito ‘Aqui e Agora’, ou seja uma solução economicamente viável para o mercado brasileiro”, afirma Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil. “Não é só pensar sustentável, é agir. Ter um produto que também ofereça rentabilidade e economia operacional. O caminhão a gás está neste caminho, pois estamos abrindo as pré-intenções de compra nesta Fenatran com entregas a partir de abril de 2020”.

“Na Cervejaria Ambev, temos uma meta de reduzir em 25% as emissões de carbono ao longo da nossa cadeia de valor, até 2025. Isso nos mobiliza a sempre expandir nossas parcerias, buscando empresas que compartilhem nosso objetivo de encontrar as melhores soluções tanto para o nosso negócio, como para o meio ambiente”, explica Bernardo Adão, gerente de sustentabilidade e logística da Cervejaria Ambev. “A parceria com a Scania é mais um pilar em nossa ampla e diversa plataforma de sustentabilidade”.

Para os testes serão usados dois caminhões Scania R410 6×2 movidos a GNL, em operação regular na Ambev. O testes já estão sendo realizados com uma unidade do modelo, transportando cargas genéricas, para obtenção de dados dos trajeto via conectividade, antecipando ajustes no sistema de gás e ajustes operacionais no veículo, algo comum neste tipo de teste.

O segundo caminhão está na Fenatran, exposto no estande da Scania. Depois da exposição, segue para os testes na rodovia.

Os caminhões serão usados em rotas de até 800 km, partindo de Jaguariúna-SP, base da Ambev. Serão transportados diversos produtos da Ambev, para vários centros de distribuição da empresa e pontos de atendimento.

No verão, com aumento da bebida, os dois caminhões serão usados 24 por dia, sem folga, rodando cerca de 20 mil quilômetros por mês.

Os caminhões são movidos por motores de 13 litros com ciclo Otto, usando velas para ignição, e podem usar vários tipos de gás, como biometano, GNV ou GNL. O gás GNL é abastecido em temperatura criogênica, e o gás fica em estado líquido. O tanque de gás funciona como uma garrafa térmica, isolando o gás de alterações de temperatura. Com os tanques cheios, a autonomia média é de 1.200 quilômetros.





Deixe sua opinião sobre o assunto!