Caminhões vencedores de rally atestam vantagens das Allison automáticas nas condições mais difíceis

por Blog do Caminhoneiro

As vantagens das transmissões Allison totalmente automáticas sobre as manuais e manuais automatizadas foram altamente comprovadas em janeiro em duas das mais difíceis competições automobilísticas do mundo. Os veículos equipados com transmissões Allison conquistaram a maioria das dez primeiras posições na categoria de caminhões nos 12 dias de competição do Rally Dakar de 2020. Dois dias após, um Scania equipado com uma Allison venceu na categoria de caminhões na prova ecológica Africa Eco Race de 15 dias.

“As equipes de sucesso, em ambos os eventos, demonstraram os benefícios significativos das transmissões totalmente automática Allison”, disse Sjoerd Vos, diretor de marketing da Allison para a região EMEA — Europa, Oriente Médio e África. “Uma Allison torna a tarefa de dirigir mais fácil e segura, respondendo aos comandos do acelerador exatamente da maneira que o motorista deseja e continua a ter um desempenho confiável, mesmo quando submetida a superfícies extremamente irregulares e ao calor exaustivo por dias a fio. Por esses motivos, as transmissões Allison estão rapidamente se tornando essenciais nas provas de resistência “.

Na África Eco Race (de 4 a 19 de janeiro) 54 carros e caminhões (além de motocicletas e veículos especiais de competição) se aventuraram por um deserto acidentado, rochoso e arenoso, na parte noroeste do continente. Com início na cidade portuária de Tânger, o evento de 6.500 km — dos quais 4.200 km foram de provas cronometradas divididas em 12 etapas —percorreu Marrocos, Mauritânia e Senegal.

O caminhão vencedor do evento, com uma vantagem de três horas e meia para o segundo colocado após 50 horas de pilotagem exaustiva, foi o Scania Torpedo dos húngaros da Qualisport Racing Team. Seu motor de 13 litros transmite os 4.700 Nm de torque gerados pelo motor por meio de uma Allison da Série 4000™.

“A transmissão da Allison tornou um verdadeiro prazer dirigir entre as dunas, já que não havia necessidade de acionar um pedal de embreagem”, disse o piloto vitorioso da Qualisport, Miklós Kovács. “Isso significa que eu sempre segurava o volante com as duas mãos, uma grande vantagem no caso de uma pilotagem altamente competitiva, e podia usar minha perna esquerda para apoiar e me equilibrar no caminhão. E como ela responde bem aos comandos do motorista, ainda que sob fortes acelerações, a transmissão do torque para as rodas é continua e suave para superar as dunas. Nenhuma vez perdemos tempo tendo que cavar a areia para desatolar o caminhão, uma situação que pode resultar na perda do rally”.

Este ano, o mundialmente famoso Rally Dakar (5 a 17 de janeiro) pela primeira foi disputado vez no deserto da Arábia Saudita. Começando em Jeddah, no Mar Vermelho, a rota seguiu para o leste até os campos de petróleo e gás da região de Al-Hasa, antes de voltar e terminar nos arredores da capital de Riad. Cerca de 46 caminhões (assim como carros, motocicletas, quadriciclos e veículos especiais) enfrentaram severas variações de temperatura, umidade e altitude em uma rota de 7.800 km, sendo que 5.000 km foram de etapas especiais cronometradas.

Quando os sobreviventes chegaram ao final do evento ostentando as “cicatrizes” da batalha, os caminhões equipados com transmissões Allison ocupavam a maioria das dez primeiras posições na categoria.

“Decidimos usar uma transmissão Allison para participar do Dakar, e tivemos uma grande vantagem na areia e nas dunas”, disse Gerard de Rooy, várias vezes vencedor do Dakar, que este ano esteve presente apenas como dirigente da Petronas Team De Rooy Iveco.

A série 4000 da Allison Transmission está disponível globalmente para uma ampla gama de aplicações vocacionais com relações de marchas curtas ou longas e até sete velocidades, incluindo duas relações de overdrive e uma segunda marcha à ré. A tomada de força (PTO) acionada pelo motor está disponível como opção, assim como a presença do retarder que melhora a frenagem do veículo e reduz o desgaste dos freios. Seu funcionamento foi aprimorado pelos controles eletrônicos avançados da 5ª geração da Allison, que conta com recursos de prognóstico para monitorar a vida útil do filtro, do fluido e otimiza sua performance.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário