ASSISTA: Caminhoneiros brigam e carreta tomba no Paraná

por Blog do Caminhoneiro

Uma briga de trânsito entre dois caminhoneiros resultou em um tombamento na tarde deste domingo (10) em Guarapuava, na região centro-sul do Paraná. Um dos motoristas saiu ferido. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Por volta de 15h30, os motoristas de uma carreta bitrem carregada de soja e de uma carreta com frango congelado transitavam pela BR-277, ambos pela contramão, no limite entre as cidades de Candói e Guarapuava.

O motorista de um carro que vinha logo atrás gravou parte da briga e enviou o vídeo para a Central de Comando e Controle da PRF.

Pelas imagens, é possível perceber que ambos os caminhões atravessam a ponte sobre o Rio Campo Real pela contramão, em um trecho onde a ultrapassagem é proibida.

Após a ponte, a carreta de soja chega a transitar pelo acostamento da faixa contrária, na tentativa de ultrapassar a outra carreta, cujo motorista impedia a manobra.

Logo à frente, após conseguir executar a ultrapassagem, o caminhoneiro que dirigia a carreta bitrem fechou o outro veículo, que primeiro saiu da pista e, na sequência, tombou sobre o asfalto.

O motorista da carreta tombada foi socorrido e encaminhado a um hospital de Guarapuava. Ele perdeu parte de um dos dedos da mão.

O outro caminhoneiro fugiu do local, mas foi identificado e já se apresentou à PRF. Com ferimentos no rosto e pelo corpo, ele alegou ter sido atingido por golpes de facão.

A PRF apurou que a briga entre ambos começou quase 30 quilômetros antes, no município de Cantagalo, durante uma outra tentativa de ultrapassagem. Os dois envolvidos chegaram a desembarcar e a trocar agressões físicas.

Após o tombamento, o trânsito no local ficou parcialmente interditado, com os veículos transitando no sistema pare-e-siga. A pista foi totalmente liberada por volta das 19 horas.

A ocorrência será investigada pela Delegacia da Polícia Civil em Guarapuava.

Direção defensiva

A Polícia Rodoviária Federal observa que um dos princípios básicos da direção defensiva é procurar manter sempre a calma e evitar brigas no trânsito.

Quem costuma responder a eventuais provocações e não tolera erros dos outros motoristas tem mais chance de se envolver em acidentes.

Ao testemunhar qualquer situação de risco em rodovias federais, a principal orientação é recolher o máximo possível de informações sobre o fato e acionar a PRF, através do telefone de emergência 191.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

6 comentários

Elza Santos 11/06/2020 - 10:17

Bom dia!!
Como pôde uma pessoa da mesma profissão, que sabe quanto é desgastante, cansativa, correndo risco de acidentes nas estradas e essa pessoa causa um acidente desse? Não dá entender mesmo. Ainda bem que não foi grave. Deus protegeu o motorista de algo pior.🙏🙏🙏🙏

Reply
João cavalheiro 08/06/2020 - 12:04

eu acredito que do jeito que estamos em uma situação complicada cada ves mais no transporte isso acontece que o póbre caminhoneiro ja anda estressado sem apoio de mais ninguem quando surge uma discução não da tempo de pençar que não é asim que se rezolve o problema mas depois podemos até se arrepender mas ja é tarde mas eu tenho 50 anos em cima de caminhão sei que não é face os caminhoneiros não são respeitados como deveria ser e ai começã a confuzão nós poderiamos ser mais educados no tranzito ece tivecemos uma orientação melhór se não focemos mal visto como os vilão que somos culpado por tudo de ruim que acontece nas estradas

Reply
Gato Preto 12/05/2020 - 16:54

Isso serve de exemplo para todos, pois quando perdemos a sensibilidade fazemos coisas que jamais faríamos em sã-consciência!
Quando acontece uma situação em que uma das partes se estressa, é preciso que a outra parte asteia “bandeira branca”. Não há nada mais impostante que pedir perdão ao nosso colega, mesmo estando certo segundo a nossa visão, o pedir perdão destrói toda altivez e os ânimos são logo esfriados!
Isso é um ato que precisamos de treinamento e de ser programado antes de iniciar a viagem. Aprendi que mesmo estando certo, não custa nada olhar para o colega e dizer; me perdoe! Quebra toda arrogância e nervosismo!
Creio que esses colegas são pessoas responsáveis, talvez pai de família e bons filhos mas perderam a paciência e chegaram ao nível máximo de stress e poderiam facilmente cometer um assassinato e ai não havia mais o que fazer. Uma palavra branda acalma o furor, mas a palavra áspera o aguça! Tenho certeza que os dois se arrependeram e não houve vencedor! Perderam os dois!
Não julguemos, deixem que a justiça faça a parte que a ela compete!

Reply
Ezequiel Neto 12/05/2020 - 09:19

Dois delinquentes travestidos de motoristas profissionais. Jogam merda na categoria que anda na linha e com prudência.

Reply
Mauricio dos santos 11/05/2020 - 13:20

Parabens pela reportagem caminhoneiro q Deus abeçoas vcs todos do brasil blz

Reply
Luiz Antonio Câmara 11/05/2020 - 11:43

Parabéns pela reportagem… Blog Caminhoneiro

Reply

Escreva um comentário