PRF intensifica escoltas de pás eólicas na Região Nordeste e faz alerta a motoristas

por Blog do Caminhoneiro

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificou a quantidade de escoltas de pás eólicas em rodovias federais que cortam a Região Nordeste do Brasil. As cargas fazem parte da construção de quatro parques de geração de energia renovável na Bahia. Os equipamentos percorrem quatro estados e exigem cuidado redobrado dos motoristas.

A PRF assume fundamental papel na logística das movimentações destas cargas superdimensionadas, sendo responsável pela escolta e promoção da segurança tanto dos equipamentos como dos demais usuários da rodovia. Em 2020, houve um aumento exponencial desse tipo de serviço. Até agora, já foram realizadas cerca de 400 escoltas e o órgão tem previsão de mais outras 1500 até o final do ano. 2500 escoltas desse tipo de carga deve acontecer em 2021, todas na região Nordeste do país.

A maioria das pás que são transportadas pela região têm 74 metros de comprimento e são produzidas no Complexo do Pecém, no Ceará. De lá, seguem para o Piauí e atravessam o sertão de Pernambuco, até chegar na Bahia. Um percurso de mais de mil quilômetros por rodovias federais. Devido à dimensão e peso especiais desses equipamentos, seu transporte se torna um desafio logístico e rodoviário, que requer planejamento e infraestrutura que estejam de acordo com a legislação e que garantam a segurança viária.

O trabalho é feito em conjunto e, antes da execução dos transportes, as rotas são detalhadamente analisadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Também é elaborado um plano para reduzir riscos, com o objetivo de garantir a segurança dos profissionais e dos usuários das vias. Os motoristas devem redobrar a atenção ao se depararem com esse tipo transporte, pois as pás são transportadas em velocidade reduzida e tanto os profissionais de escolta quanto os policiais acompanham a viagem até o destino final.

As empresas que realizam esse serviço de escolta devem atender a diversos requisitos para garantir a segurança viária durante o translado, como possuir uma Autorização Especial de Trânsito (AET), utilizar veículos de escolta credenciados, comprovar que o motorista é capacitado para a condução do veículo, possuindo o curso de transporte de carga indivisível e a licença de motorista de escolta, dentre outros.

Está trafegando na BR e observou uma dessas escoltas? Confira as dicas:

  • Reduza a velocidade ao se deparar com um veículo de escolta;
  • Mantenha uma distância segura dos outros veículos;
  • Redobre a atenção ao volante;
  • Respeite as orientações dos policiais e profissionais de escolta;
  • Aguarde a orientação e o momento mais seguro para ultrapassar;
  • Só ultrapasse quando não oferecer risco ao trânsito.

Nivelamento

Na última segunda-feira (13), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou um nivelamento teórico sobre fiscalização de cargas indivisíveis do setor eólico. Desenvolvida por meio de videoconferência, a atividade teve por objetivo atualizar os conhecimentos dos policiais que estão envolvidos na execução da escoltas dedicadas da instituição.

O uso da tecnologia de videoconferência permitiu que instrutores da PRF, especializados no tema, pudessem alcançar diversas regionais ao mesmo tempo. Mais de 250 PRFs, de 13 estados distintos, participaram do nivelamento online, que garantiu economicidade e velocidade na transmissão do conhecimento.

O intercâmbio de informações envolveu instrutores, representantes do efetivo das regionais do Ceará, Piauí e Pernambuco, além de membros das Comissões Regionais de Escolta de Superintendências.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário