Montadora chinesa esteve interessada em comprar a Iveco

A Iveco esteve nos planos da montadora estatal chinesa FAW Group, que suspendeu as negociações que haviam sido iniciadas no começo deste ano.

De acordo com a Reuters, a oferta feita pela FAW pela Iveco foi de US$ 3,5 bilhões, valor considerado baixo pela CNH Industrial, que controla a Iveco no mundo.

A FAW é uma grande montadora na China, produzindo caminhões de todos os tipos, e parou as negociações fora da China neste momento para não ser vista como se estivesse se aproveitando de empresas em dificuldades criadas pela pandemia do coronavírus.

Alguns governos na Europa estão protegendo empresas, consideradas indústrias-chave, do interesse estrangeiro neste ano.

A Iveco atua na China, com joit ventures com montadoras locais, produzindo caminhões e vans que recebem marcas locais, com tecnologia e cabines europeias.

Apesar da paralisação da negociação, a FAW ainda mantém interesse na Iveco, a pode recomeçar as tratativas no ano que vem, assim que a crise do coronavírus for superada.

Os principais acionistas da CNH Industrial, a família italiana Agnelli, donos da Holding Exxor, ainda seriam acionistas significativos na Iveco e também na FAW se a compra fosse concluída.

Iveco, FAW e a Exxor preferiram não comentar a história.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas Rebite – Um grande vilão nas estradas Volkswagen apresenta caminhão conceito Optimus