Diesel mantém tendência de alta em fevereiro, ficando quase 12% mais caro que em outubro

por Blog do Caminhoneiro

Em fevereiro, o valor médio do diesel subiu 4,37% nas bombas, com relação a janeiro. O levantamento foi feito pelo Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Com a alta, o combustível estava sendo negociado, em média, a R$ 4,102, valor maior que o registrado em todos os meses de 2020.

Trata-se da quarta alta consecutiva do diesel na comparação mensal. Desde outubro, quando o combustível apresentou o último recuo, são 11,36% de aumento.

Já o diesel S-10 apresentou o mesmo comportamento, registrando a quarta alta consecutiva e um preço médio acima dos registrados mensalmente no ano passado. Em fevereiro, o valor do litro do combustível avançou 4,47% em relação a janeiro e foi encontrado a R$ 4,166 nas bombas.

“As questões em torno do aumento do diesel estão no centro das atenções no Brasil. Em todas as regiões, tanto o diesel quanto o diesel S-10 registraram aumento dos preços em fevereiro. O diesel S-10 avançou acima de 4% em todas elas”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

No Centro-Oeste, onde houve a menor alta nos preços do diesel S-10 em fevereiro, o litro médio apresentou 4,17% de aumento. Já no Sul, foram 5,15% de aumento. “Independentemente da alta significativa, o combustível na Região Sul é o único cuja média não ultrapassou R$ 4,00. A R$ 3,836, está 13% mais barato que na Região Norte, onde foi encontrado o litro médio mais caro, a R$ 4,397”, destaca Pina.

A Região Norte também registrou o diesel comum mais caro, a R$ 4,330. No caso deste tipo do combustível, a Região Sul também registrou maior alta e menor preço. O avanço de 5,35% resultou em litro médio de R$ 3,780. O menor aumento do diesel foi registrado no Centro-Oeste, de 3,68%.

No recorte entre os estados, os preços médios mais caros e as maiores altas foram registradas na Região Norte. No Acre, o diesel comum foi comercializado a R$ 4,967, e avançou 6,22% no Amapá. Já o diesel S-10 apresentou maior preço nos postos amapaenses, de R$ 4,866, e maior aumento no Amazonas, onde o litro médio avançou 7,44%.

No Paraná, tanto o diesel quanto o diesel S-10 apresentaram os valores mais baixos do País. O tipo comum foi comercializado a R$ 3,728, e o tipo S-10, a R$ 3,775.

São Paulo é outro Estado cujos preços registrados estiveram abaixo de R$ 4,00 em fevereiro. Este cenário reflete o recorte entre as principais rodovias. Tanto na Rodovia Presidente Dutra, quanto na Fernão Dias, os preços nos postos paulistas estão abaixo dos registrados nos Estados vizinhos, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Na Rodovia Presidente Dutra, abastecer com diesel em São Paulo custou em média R$ 3,884 em fevereiro, enquanto no Rio de Janeiro o preço médio foi de R$ 3,947. Neste mesmo período, o diesel S-10 esteve R$ 3,920 nos postos paulistas e R$ 4,054 nos fluminenses. Já na Rodovia Fernão Dias, o diesel comum e o diesel S-10 estiveram R$ 3,820 e R$ 3,866, respectivamente, em São Paulo, e R$ 4,021 e R$ 4,091 em Minas Gerais.

Na BR-101, o preço médio mais barato para o diesel comum foi registrado em Santa Catarina, a R$ 3,696. Já o litro médio do diesel S-10 mais baixo foi encontrado no Rio Grande do Sul, a R$ 3,774.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!