Novos DAF CF rodoviários recebem novos motores de 11 litros

por Blog do Caminhoneiro

Os novos caminhões DAF CF rodoviários, apresentado pela montadora no último dia 11 de março, passam a contar com os novos motores Paccar MX11, com potências de 410 e 450 cavalos. O motor Paccar MX13, que equipava o modelo anteriormente, passa a ser disponibilizado apenas para a versão off-road do CF.

O motor de 11 litros, com potência de 410 cavalos tem torque de 2.100 Nm, e a versão de 450 cavalos tem torque de 2.300 Nm. As duas versões são acopladas à  caixa de câmbio ZF TraXon, a mesma que equipa o XF, com 12 velocidades. De acordo com a montadora, em testes realizados na fábrica e com clientes, os novos motores ficaram até 15% mais econômicos que a versão anterior.

Esses motores são construídos com ferro fundido vermicular (CGI), mais leve e resistente, e trazem mais inovação, qualidade e um design superior, que contribuem para melhor performance e menor consumo de combustível.

O MX11 tem peso reduzido em 180 kg, se comparado ao Paccar MX13, maior durabilidade e menor atrito, o que garante menor ruído. O sistema de injeção de combustível é Common Rail, contribuindo para o menor consumo de combustível e menor emissão de poluentes.

“O motor PACCAR MX11 é uma novidade no mercado nacional, mas um projeto consagrado na Europa, que acumula mais de 200 milhões de quilômetros rodados. Trata-se de um motor altamente eficiente, silencioso e moderno, que permitirá ao transportador brasileiro trabalhar com um caminhão versátil, econômico e de alta qualidade”, afirma Jarno Broeze, Diretor de Desenvolvimento de Produto da DAF Caminhões Brasil.

Os novos motores foram projetados para trabalhar com rotações mais baixas, ampliando a eficiência, que também é garantida pelo turbocompresso de geometria variável. O sistema traz injeção multitorque, o que possibilita ao caminhão trabalhar por maior tempo na última marcha, ajudando na sua eficiência.

O câmbio ZF TraXon também traz relações mais longas, e oferece trocas de marchas mais rápidas, de forma mais suave e silenciosa, aumentando o conforto para o motorista. O projeto da ZF para esse câmbio deixou o conjunto mais leve e robusto, também garantindo maior economia de combustível.

O eixo traseiro tem relações 2,47 e 2,64, também proporcionando rotações mais baixas no motor. O PBTC técnico do novo CF chega a 60 toneladas, e, com as opções disponíveis de entre-eixos, permite as mais variadas aplicações.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!