Presidente Joe Biden é criticado por caminhoneiros nos Estados Unidos

por Blog do Caminhoneiro

No último dia 28 de julho, a fábrica da Mack, em Lehigh Valley Operations, na cidade de Macungie, Pensilvânia, recebeu a visita do Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Ele esteve na fábrica para a comemoração dos 121 anos da Mack Trucks, e também para apresentar um plano de ampliação da nacionalização de produtos fabricados nos EUA.

A proposta “Buy America” vai usar recursos do governo norte-americano para investimento em empresas dos EUA, visando ampliar o uso de mão de obra dos Estados Unidos para a produção dos veículos. Hoje, todo produto fabricado nos EUA tem até 45% de componentes vindos do exterior, principalmente da Ásia.

Com a medida, o total de componentes para produção deverá ser aumento gradualmente até os 75% produzidos nos Estados Unidos, sendo que o restante poderá continuar a ser importado.

Apesar da medida pode ser uma boa para o país, o presidente disse que foi até a fábrica “apenas para dirigir um caminhão, e ainda afirmou que costumava dirigir uma carreta.

Publicações dos Estados Unidos foram rápidas em desmentir o presidente, afirmando que, no máximo, ele trabalhou por alguns meses como motorista de ônibus escolar, e que não existe nenhuma evidência de que tenha trabalhado ou mesmo sentado ao volante de um carreta de cinco eixos e 18 rodas.

A única menção sobre ele estar em um caminhão foi um texto publicado em 1973,que mostra que ele viajou como passageiro, em um caminhão.

As falas do presidente desagradaram os caminhoneiros norte-americanos, que, por ele ter mentido, se sentiram ofendidos, como se a profissão tivesse menor importância. Durante as eleições, o então candidato recebeu pouco apoio dos caminhoneiros, que votaram em maioria para Donald Trump, que tentava a reeleição.

Durante a visita na fábrica, o presidente pôde conhecer a linha de montagem dos modelos elétricos da montadora, e viu em detalhes os caminhões produzidos pela empresa, que pertence ao Grupo Volvo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

1 comentário

Angelo 02/08/2021 - 17:03

E a fonte dessa menção onde afirma que os caminhoneiros votaram em peso em Trump? O International Brotherhood of Teamsters, maior sindicato de caminhoneiros dos EUA escolheu Biden como candidato. E lá o pessoal é unido e fechado com o sindicato, diferente daqui.

Reply

Deixe um comentário!