DNIT passa a ser o responsável pela manutenção de rodovias do Paraná após desativação dos pedágios

por Blog do Caminhoneiro

1.877 quilômetros de rodovias federais paranaenses deixaram de ser administradas por empresas privadas neste final de semana. Com isso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), vai assumir a conservação até que a nova concessão seja feita.

As praças de pedágio das rodovias federais, operadas pelas concessionárias Econorte, Viapar e Rodovia das Cataratas, foram desativadas a 0h deste sábado. Já os segmentos administrados por Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia foram desativadas a 0h de domingo (28).

Para evitar congestionamentos e garantir a segurança dos usuários nas praças de pedágio, o Dnit e a Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com o governo do estadual – por meio do Departamento de Estradas de Rodagem e a Polícia Rodoviária Estadual –, trabalham em soluções técnicas adequadas para melhorar o tráfego nesses locais.

Durante o período sem as concessionárias, em função do fechamento dos pedágios, o fluxo de veículos no perímetro das praças será canalizado para as vias laterais das rodovias.

O Ministério da Infraestrutura prepara a concessão de mais de 3 mil quilômetros de rodovias paranaenses. O projeto das Rodovias Integradas do Paraná engloba os trechos que estão sendo absorvidos pelo Dnit. A modelagem da nova concessão já está em análise pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O leilão e a assinatura de contato estão previstos para o primeiro semestre de 2022. A previsão é de que sejam investidos R$ 44 bilhões durante a vigência contratual.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!