Para ex-ministro alemão, o combate a escassez de motoristas deve começar na escola

por Blog do Caminhoneiro

O Ex-Ministro Federal dos Transportes da Alemanha, Andreas Scheuer, deixou o cargo recentemente. Porém, preocupado com a atual falta de motoristas profissionais em muitos países do mundo, deixou algumas ideias para deixar a profissão mais atraente para futuros candidatos.

Entre elas, ele destacou que uma das principais seria a promoção da profissão desde a escola, fazendo com que os professores mostrem aos alunos que trabalhar no setor de transportes pode ser uma carreira atraente, com perspectiva de crescimento e de bons ganhos salariais.

Outra sugestão dele foi a de que as agências de emprego e empresas financiem de forma efetiva so candidatos à profissão, principalmente para obtenção da carteira de motorista profissional. O ex-ministro disse que não está satisfeito com as medidas tomadas até agora, que não resolvem o problema e podem agravar a situação a longo prazo.

Outro ponto sugerido por Scheuer é a contratação de motoristas estrangeiros, tema muito debatido em diversos países. Ele cita países da União Europeia e também de fora da região, facilitando os vistos de trabalho para profissionais de outros países que deem garantias de que irão trabalhar como motoristas de caminhão por períodos pré-determinados.

As sugestões do ex-ministro se baseiam em estudos que mostram que a oferta de motoristas profissionais na Alemanha está perto do colapso, como aconteceu recentemente na Inglaterra.

De acordo com a Associação Federal de Transporte de Carga, Logística e Gerenciamento de Resíduos (BGL) da Alemanha, faltam entre 60 mil e 80 mil motoristas profissionais no país.

A entidade destacou que cerca de 30 mil caminhoneiros se aposentam todos os anos, e apenas 17 mil jovens entram na profissão por ano, o que mostra uma conta que não fecha no longo prazo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!