Carretas com quatro eixos em tandem seguem proibidas

por Blog do Caminhoneiro

Após a publicação da Resolução do Contran Nº 882, de 13 de dezembro de 2021, que passou a autorizar definitivamente a circulação das carretas dotadas de quatro eixos, alguns leitores solicitaram informações referentes aos implementos dotados de quatro eixos, mas em tandem, diferente da configuração aprovada pelo Contran.

O Contran autorizou a circulação das carretas de quatro eixos que tenham três eixos juntos (tandem triplo) e um eixo distanciado, que é autodirecional. Porém, durante o tempo em que a configuração não era autorizada, surgiram nas estradas alguns modelos modificados, apresentando o tandem quadruplo, com quatro eixos em conjunto.

Tandens são conjuntos de eixos com rodas duplas nas extremidades instalados de forma consecutiva nos veículos, sem espaçamento e ligados entre eles por elementos da suspensão. No caso da suspensão metálica, o responsável pela ligação é o balancim, que ajuda a distribuir a carga entre os eixos.

Essa configuração é comumente usada para aplicações de transporte de cargas indivisíveis com pranchas carrega-tudo, que tem PBTC de 9,3 a 10 toneladas em cada eixo com quatro pneus cada, dependendo da distancia entre os eixos do implemento, de acordo com a Resolução Nº 1, 08 de Janeiro de 2021, do Contran.

Utilizando como base o peso por eixo de 10 toneladas, o Peso Bruto Total Combinado de um cavalo mecânico com três eixos engatado em uma carreta de quatro eixos prevista nessa Resolução seria de 63 toneladas, superior ao limite estabelecido para a carreta de quatro eixos, sendo três em tandem e um espaçado, que é de 58,5 toneladas.

Apesar da configuração ser prevista para o transporte de cargas indivisíveis, em carretas carrega tudo, essa configuração não é autorizada para outros tipos de implementos, e, por não ser prevista pelo Contran, tem sua circulação proibida em vias públicas.

Enviamos uma solicitação para o Ministério da Infraestrutura sobre esse tema, principalmente no tocante aos proprietários que já realizaram essa alteração, e, se recebermos uma resposta, esse texto será atualizado.

Resposta do Ministério da Infraestrutura

O quarto eixo com a composição com semi-reboque em tandem quádruplo só é aprovado em transportes especiais. Não existe essa composição regularmente. Para estar dentro da regulamentação do 4º eixo, a distância mínima do 1 eixo para o triplo tandem teria que ser maior que 2,40 metros da forma que foi realizado os estudos técnicos.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Foto de Romulo Ramos Dias

18 comentários

Josias Santiago 05/02/2022 - 18:10

E no caso da carreta 4 eixos cujo comprimento total da composição é inferior a 17,5 m? Pelo que compreendi da resolução, o PBT seria 54,5 t, caso o comprimento total for igual ou superior a 16 m, ou 45 t, caso o comprimento total for inferior a 16 m. O entendimento está correto?

Reply
Marcio 08/01/2022 - 16:15

Respondendo ao amigo aí de cima
1 eixo direcional = 6
1 eixo filipado = 10
2 eixos filipado = 17
3 eixos filipado = 25,5 ton

Faça essa conta e irá saber o PBT correto qualquer tipo de caminhão e implemento
Pozitiva tubarão. !!!!

Reply
Armindo Fortunato 02/01/2022 - 20:02

Em vez de lutar por um valor de frete melhor querem aumentar a carga transportada o que destrói o equipamento, a via e muitas vezes a vida, vai entender!

Reply
Alessandra Ribeiro 02/01/2022 - 09:32

Não adianta criarem leis para aumentar capacidade de transporte de carga se ñ temos asfaltos que suportam em nossas malhas viarias.
Mato Grosso, que é o maior produtor de grãos desse pais é vergonhoso ver a situação das rodovias.

Reply
Rai 31/12/2021 - 17:45

Eu acho graça as leis daqui. Liberaram 10 e 11 eixos só pra canavieiro. Tem país na Europa q 10 eixos é puxado por um único eixo de tração. O comprimento varia de 25,5m a 34m. O peso, as condições de uso, vão determinar se precisa de dois eixos de tração. Vários tipos de carga podem ser transportadas.
Semirreboque 4 eixos q parecem tandem são usados. Apesar de juntos, um eixo é direcional. Essa configuração é bastante comum na Nova Zelândia onde cavalos 8×4 puxam semirreboques tendo trio em tandem e outro direcional, super single, junto, na última posição.
Aqui no Brasil lembro de um vídeo e há fotos de duas carretas cujo primeiro eixo rodado simples era direcional e em seguida o tandem triplo.
Não viria problema algum homologar essa configuração, pois o PBTC seria igual ao cavalo 8×2 com semirreboque três eixos, 54,5t. O rodado simples migrou do cavalo pra o implemento.
No caso do tandem quatro eixos rodado duplo, o PBTC é igual ao bitrem 7 eixos. A desculpa pode ser o tamanho do conjunto, curto, mas continuam 9 eixos curtos em uso. Vai entender.
Se fizessem igual a Nova Zelândia, ao menos não teria problema com o arrasto.
Voltando a Europa, há implementos com cinco eixos sendo dois espaçados e três em tandem. Os isolados são direcionais. Puxados por cavalos 6×2 e 8×2, podem levar mais de 60t. O tamanho é q muda. Normalmente tem mais de 18m e vai até 23m.
Aqui é um atraso quanto a configurações e muita gente reclamando do frete pondo culpa na quantidade de eixos. Deveriam questionar por na Suécia tem 104t de madeira num conjunto em vista pública, assim como 88t num bitrem 11 eixos. Holanda com 10 eixos em 25m. Nova Zelândia com 8 eixos no cavalo +LS 4 eixos. Austrália com mais de 12 eixos, 55m de comprimento em rodovia simples. Crítica sobre frete parece não ter e há ferrovias aos montes.
Há muita coisas q afetam o custo da carga, mas o mais fácil é criticar a quantidade de eixos. Se acabassem com os 9 eixos aqui seria tapar o sol com a peneira. Não tem motorista nem gente disposta suficiente pra ser carreteiro. Países q já usam composição grande, bons salários, estão com dificuldade de renovar e contratar.
Neste projeto de país, onde não pode apelar pra ferrovia, p frete iria disparar tornando o q não é barato ainda mais caro. É o mínimo q ocorreria.

Reply
Devair 31/12/2021 - 17:25

Essa carreta veio pra acabar com o bitrem pois quem vai querer bitrem se com uma ls vai levar 4 Ton a mais quê o bitrem acho que será o fim do bitrem!!

Reply
Juvenil 31/12/2021 - 14:32

Tudo se resume a ganância
Quem tem essa carreta não se importa contigo que tem carreta 3 eixo
Leva a carga da 3eixo mais um truk por menos valor
Muitas vezes são os mesmos que jogão o frete lá embaixo

Reply
jose 31/12/2021 - 10:13

1.73 no mínimo e 17.50 de comprimentototal

Reply
Gilberto soares 31/12/2021 - 05:52

Tem que acabar com veículos de cargas acima de seis eixos ou 48.500 pbt

Reply
rua dos nuaruaques 30/12/2021 - 19:43

Rodovia se acaba com esse peso todo , estão querendo é escravisar ainda mais o motorista , na estrada o certo é só 3 eixo

Reply
Dinomar 30/12/2021 - 15:45

Eu só queria entender em que ponto eles c apegaram pra legalizar a carreta 4” eixo e o 3×3 curto não estão mais querendo faser,,,, 🤔

Reply
CARLOS ROBERTO MARCELINO 30/12/2021 - 13:20

Estes órgãos só complicam já vem a balela da nova carteira de motorista para que isso gente!

Reply
Flavio 30/12/2021 - 12:48

Acho que só deveria ter carreta 3 eixos e bitrem, rodotrem deveria de acabar

Reply
DYMERSON SOUZA 30/12/2021 - 11:47

Acompanha o canal do neni no YouTube que ele explica bem mais.

Reply
José Castelo Branco Neto 30/12/2021 - 11:42

Só discordo por um detalhe:esse conjunto assim como o bi trem teria que ser tracionado por um cavalo 6×4. Cavalo 6×2 é só pra carreta três eixos e cavalo 4×2 para carretas de 2 eixos. Técnicos do Contran complicam demais. Burocratas sem vivência com a realidade.

Reply
Alberto mendes Dias Beto 30/12/2021 - 07:35

Mais 1 vez ajudaro quem vive a margem da lei por isso que o Brasil nao e 1 País Serio

Reply
Marcos 30/12/2021 - 06:29

Só não entendo porque o bitrem, com a mesma quantidade de eixos, porém biarticulado ter menos capacidade de carga bruta.

Reply
Valdenildo 29/12/2021 - 21:00

Gostaria de saber qual a distância entre os 3 eixos estandem até o quarto eixo que seria seme direcional.
E Qual séria o comprimento total do conjunto cavalo e carreta

Reply

Deixe um comentário!