Governo dos Estados Unidos vai lançar programa para motoristas carreteiros com 18 anos

por Blog do Caminhoneiro

Jovens entre 18 e 21 anos de idade poderão participar de um novo programa de treinamento, promovido pelo Governo Federal dos Estados Unidos. Sob supervisão da Federal Motor Carrier Safety Administration do Departamento de Transporte dos EUA, o programa entrará em vigor nos próximos meses, inicialmente com 3 mil vagas.

Esses jovens poderão dirigir carretas além dos seus estados de origem, mas ainda terão que seguir algumas regras específicas além do exigido para os motoristas maiores de 21 anos. Inicialmente, o programa de treinamento terá até 280 horas de aulas práticas, além das teóricas, em que o jovem terá que dirigir sob a supervisão de um motorista experiente.

Depois desse período, os jovens poderão dirigir sozinhos, mas as empresas empregadoras precisarão monitorar constantemente o desempenho deles até que atinjam os 18 anos.

Os jovens também não poderão participar do programa se tiverem multas ou se já tiverem causado algum acidente. Outras regras se aplicam ao tipo de veículo. Eles não poderão transportar nenhuma carga considerada perigosa, passageiros, ou caminhões com configurações especiais, até que tenham a idade de 21 anos.

Entidades ligadas ao transporte comemoram a iniciativa governamental, já que os EUA tem uma carência de cerca de 80 mil caminhoneiros atualmente, que já impacta as entregas de produtos em todo o país.

“Apoiamos este programa porque eleva drasticamente os padrões de segurança e treinamento acima do padrão exigido hoje”, disse Nick Geale, vice-presidente de política de força de trabalho da American Trucking Associations.

Hoje em dia, praticamente todos os estados dos Estados Unidos tem programas de direção para jovens, mas eles são impedidos de atravessarem as divisas dos estados.

“Na prática, isso significa que um jovem de 20 anos pode dirigir um grande caminhão por milhares de quilômetros em um estado como Texas ou Califórnia, mas não pode pegar ou largar uma carga a um quilômetro e meio da fronteira em um estado vizinho. Além disso, esses estados não exigem treinamento avançado ou padrões de segurança para os motoristas com menos de 21 anos, tudo o que eles precisam é de uma carteira de habilitação profissional”, completou Geale.

Porém, entidades relacionadas à segurança no trânsito são contra essa medida. Estatisticamente, os motoristas mais jovens são os que mais se envolvem em acidentes.

“Dirigir um caminhão é uma das ocupações mais perigosas nos EUA, de acordo com o Bureau of Labor Statistics, e quase 5.000 pessoas morreram em acidentes envolvendo um caminhão grande em 2020”, disse a presidente da Advocates for Highway and Auto Safety, Cathy Chase.

Para ela, a medida poderá elevar o número de mortes nas estradas dos Estados Unidos.

Atualmente, o salário médio para caminhoneiros nos Estados Unidos é de US$ 53 mil por ano, podendo ultrapassar os US$ 100 mil em algumas empresa. Esse valor permite uma vida de classe média com conforto para os caminhoneiros, mas as dificuldades da profissão, tempo longe de casa e falta de infraestrutura nas rodovias afastam potenciais candidatos.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!