Valor dos caminhões mais do que dobrou em dez anos

por Blog do Caminhoneiro

No ano de 2011, o Brasil viveu uma grande alta nas vendas de caminhões, fechando o ano com 172.657 unidades emplacadas. Naquela época, o dólar estava em R$ 1,85, o litro do diesel já chegava a R$ 2,00 em algumas regiões, registrando alta, e o salário mínimo estava na casa dos R$ 545,00.

Hoje, todos esses indicativos estão muito maiores, com grandes valorizações. O dólar está em R$ 5,50, diesel a R$ 5,88 e o salário mínimo em R$ 1.212,00. Com essa valorização em tudo, o preço dos caminhões no país também subiu, mas quanto?

Levantamento realizado pelo Blog do Caminhoneiro mostra que a alta média de preços entre os caminhões mais vendidos em 2011 e os mais vendidos de 2021 foi de 127%. Isso quer dizer que os valores mais do que dobraram em dez anos.

Boa parte dessa alta se explica por fatores como alta do dólar, inflação, e aumentos de custos, além de diversas novas tecnologias implantadas nos veículos nesse período. Vale lembrar que boa parte dos modelos mais vendidos em 2011 sequer são fabricados atualmente, sendo substituídos por gerações completamente novas de caminhões.

Por conta dessa diferença entre os modelos produzidos hoje e os que eram produzidos em 2011, foi levado em consideração modelos semelhantes no período, na mesma faixa de atuação e potência, como no caso do Mercedes-Benz 710, que estava em seu último ano de produção em 2011, que foi comparado com o Accelo 815, seu sucessor, que é produzido atualmente.

Só neste exemplo, já dá para notar o salto na qualidade e tecnologia que os caminhões tiveram no período.

Baseado em valores da Tabela Fipe, comparando os preços dos caminhões novos em dezembro de 2011 e em dezembro de 2021, pode-se notar que o caminhão que teve o maior aumento de preços foi o Volkswagen Delivery 8.150, que atualmente não é mais fabricado, sendo substituído pelo Delivery 9.170. Para este veículo, a valorização foi de 197%.

Comparativamente, entre os 20 caminhões analisados, apenas três tiveram altas menores do que 100%, ou seja, no período, o valor médio não dobrou. Foram o Scania G420, comparado com o G410 atual, o R450, comparado com o R440 de 2011, o Scania R540, que foi comparado com o R500.

Dois caminhões também não puderam ser comparados. Um por ter parado de ser fabricado completamente, que é o Ford Cargo 815, já que a montadora encerrou a operações de caminhões no Brasil em 2019, e o DAF XF, que, em 2011, ainda não era produzido por aqui. Para todos os outros veículos, as altas superaram os 100%.

 CAMINHÕES MAIS VENDIDOS DE 2011

POSIÇÃO MODELO VENDAS  PREÇO MÉDIO 2011  PREÇO MÉDIO 2021 PERCENTUAL
VW/24250 12.324  R$                  200.333,00  R$            483.563,00 141%
VOLVO/FH440 8.203  R$                  363.333,00  R$            755.852,00 108%
VW/8.150 7.689  R$                  103.000,00  R$            305.821,00 197%
M.BENZ/710 7.219  R$                    99.000,00  R$            273.972,00 177%
M.BENZ/1620 5.499  R$                  194.220,00  R$            398.255,00 105%
SCANIA/G420 5.310  R$                  351.399,00  R$            674.511,00 92%
FORD/CARGO 815 5.237  R$                  103.000,00  NÃO VENDIDO EM 2021
VW/9.150 5.071  R$                  112.500,00  R$            305.821,00 172%
VW/13.180 4.870  R$                  168.955,00  R$            341.593,00 102%
10º VOLVO/VM260 4.751  R$                  185.750,00  R$            427.252,00 130%

 CAMINHÕES MAIS VENDIDOS DE 2021

POSIÇÃO MODELO VENDAS  PREÇO MÉDIO 2021  PREÇO MÉDIO 2011 PERCENTUAL
VOLVO/FH 540 8.935  R$                  885.186,00  R$            437.750,00 102%
SCANIA/R450 6.772  R$                  704.695,00  R$            390.100,00 81%
VW/MAN/11.180 6.065  R$                  318.910,00  R$            141.500,00 125%
DAF/XF 5.391  R$                  713.918,00  NÃO VENDIDO EM 2011
VOLVO/FH 460 4.285  R$                  768.346,00  R$            363.333,00 111%
VW/MAN/24.280 4.205  R$                  483.563,00  R$            200.333,00 141%
VW/MAN/9.170 3.820  R$                  305.821,00  R$            112.500,00 172%
M.BENZ/ACCELO 1016 3.737  R$                  291.977,00  R$            118.500,00 146%
SCANIA/R540 3.501  R$                  800.125,00  R$            442.492,00 81%
10º M.BENZ/ACTROS 2651 3.467  R$                  796.960,00  R$            395.750,00 101%
ALTA MÉDIA 127%

*Os valores foram obtidos em consulta a modelos semelhantes, de mesma montadora e segmento, produzidos e vendidos nos anos de 2011 e 2011.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!