Diesel está quase 50% mais caro do que em janeiro de 2021

por Blog do Caminhoneiro

O mês de janeiro acabou há poucos dias, e o Índice de Preços Ticket Log (IPTL) divulgou o levantamento dos preços dos combustíveis no mês, destacando que o diesel S-10 e o S-500 registraram alta nos primeiros dias de 2022.

Na média nacional, o diesel S-500, com maior teor de enxofre, fechou janeiro com o litro vendido a média de R$ 5,770, alta de 2,81% na comparação com dezembro de 2021, e o tipo S-10 registrou acréscimo de 2,68%, com o valor de bomba que passou de R$ 5,676 para R$ 5,828.

“Apesar da estabilidade nos preços registrada em dezembro, o valor do diesel já vinha numa crescente neste ano, especialmente nas Regiões Sul e Sudeste. A última análise do IPTL confirma esse cenário, com a constatação de altas em todas as Regiões brasileiras que, a exemplo do Sul, chegam a 3,74%, logo no fechamento do primeiro mês do ano, reflexo também dos últimos reajustes anunciados pela Petrobras. Se compararmos o valor atual desses combustíveis com a média de um ano atrás, que era de R$ 3,930 para o comum, e de R$ 3,988 para o tipo S-10, a diferença é de mais de 46%”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

A Região Norte continua liderando o ranking do diesel mais caro do País. O diesel comum fechou a R$ 5,999 e o S-10 a R$ 6,051, altas de 2,79% e 2,70%, respectivamente, comparado a dezembro.

O postos do Sudeste não ficaram entre os mais caros, mas apresentaram alta de 3,47% no valor do diesel comum, passando de R$ 5,361 para R$ 5,547; e de 3,34% para o diesel S-10, saindo de R$ 5,452 para R$ 5,634.

Já na Região Sul, o destaque para dois contrastes, mesmo com altas de 3,68% no litro do diesel comum e de 3,74% para o S-10 – as maiores variações do País – os combustíveis fecharam com médias de R$ 5,388 e R$ 5,443, respectivamente, sendo as médias mais baixas, repetindo um retrato do último mês de 2021.

No recorte por estados, o Amazonas registrou a maior alta para o diesel comum (4,56%), R$ 5,729, ante R$ 5,479 de dezembro. O maior preço médio foi registrado no Acre, a R$ 6,393; e o menor no Paraná, com o litro a R$ 5,313.

Já a Bahia apresentou a maior alta para o diesel S10, de 4,02%, passando de R$ 5,640 para R$ 5,867. Assim como o diesel comum, o maior valor médio para o S-10 foi encontrado nos postos do Acre, a R$ 6,346; e o valor mais baixo no Paraná, a R$ 5,366.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

2 comentários

Gato Preto 07/02/2022 - 18:06

Já a Bahia apresentou a maior alta para o diesel S10, de 4,02%, passando de R$ 5,640 para R$ 5,867.

Tô achando pouco e bom. Segundo muiotos “nacionalistas” era só privatizar a refinaria da Petrobras que o preço caia, está ai, e ainda tem mais um monte de refinaria para ser vendida, ou melhor; doadas aos grupos estranjeiros assim como foi a Refiaria Landulfo Alves de Mataripe RLAM na Bahia que foi entregue a investidores dos Emirados Árabes!

Interessante que para muitos brasileiros, empresa publica é ruim, mas são exatamente essas empresas publicas lá de fora que estão comprando as nossas, rindo pra não chrar!

Reply
Gato Preto 07/02/2022 - 18:00

Faz arminha que o diesel fica mais barato!

Reply

Deixe um comentário!