Primeiro veículo de coleta de lixo movido a hidrogênio do Reino Unido usa câmbio Allison

O primeiro caminhão de coleta de lixo movido a hidrogênio do Reino Unido recebeu uma transmissão Allison automática. O veículo usa a força de uma célula de combustível de hidrogênio para gerar eletricidade para um motor elétrico Hyzon, de 335 cavalos. Para a Allison, o uso nesse tipo de veículo confirma a contínua adequação das transmissões automáticas da marca à medida que as frotas fazem a transição dos motores de combustão interna a diesel para outras tecnologias.

O novo e pioneiro RCV movido a hidrogênio é baseado no chassi HH-Mercedes-Benz Econic Hydrogen com 4.200 mm de distância entre-eixos e tem tanque com capacidade de 15 kg a 350 bar de pressão e baterias com capacidade de 140 kWh a 700 V. O RCV, que será abastecido pela própria infraestrutura de hidrogênio verde da Câmara Municipal de Aberdeen, terá um alcance de 155 milhas (250 km), permitindo percorrer distâncias maiores do que um veículo elétrico.

O veículo é o mais recente passo da iniciativa “H2 Aberdeen”, que visa trazer a economia do hidrogênio para as cidades. A Câmara Municipal de Aberdeen introduziu pela primeira vez dez ônibus a hidrogênio de um só andar em 2012, que foram seguidos pela primeira implantação mundial de 15 ônibus de dois andares em 2020. Em 2018, eles implantaram o primeiro veículo varredor movido a hidrogênio do Reino Unido, que também possui uma transmissão Allison.

O RCV também faz parte do projeto Interreg HECTOR da União Europeia, no qual sete regiões europeias pretendem demonstrar que os caminhões de coleta de resíduos a célula de combustível podem ajudar a reduzir as emissões do transporte urbano. Outros veículos do projeto também contam com transmissões Allison, como um RCV da AGR, empresa de gerenciamento de resíduos em Herten, na Alemanha, montado sobre um chassi DAF.

O hidrogênio verde, produzido a partir de fontes de energia renováveis por meio da eletrólise da água, é totalmente isento de carbono. Atualmente, a Hyzon produz os módulos de célula a combustível de hidrogênio de maior densidade de potência do mundo, capazes de fornecer boa capacidade de carga útil e bom alcance para transporte médio e pesado. A potência da célula de combustível pode ser adaptada ao peso bruto máximo do veículo e aos requisitos operacionais.

“A Câmara Municipal de Aberdeen já opera 500 veículos equipados com transmissões Allison e há anos está impressionada com sua dirigibilidade e durabilidade”, disse Nathan Wilson, Gerente de Contas e Áreas de Vendas, do Reino Unido e República da Irlanda (ROI) da Allison Transmission. “E embora as Allison automáticas tenham sido originalmente projetadas para motores a diesel, elas são igualmente adequadas para veículos de combustíveis alternativos e de potência alternativa. Por essas razões, o Conselho solicitou especificamente que seu novo RCV movido a hidrogênio também tivesse uma transmissão Allison”.

O novo caminhão movido a hidrogênio da Câmara Municipal de Aberdeen combina a cabine de piso baixo do Econic com uma carroceria fabricada na Holanda pelo especialista em soluções de coleta de lixo, Geesinknorba Group. Equipado com um elevador combinado de contentores bipartidos, este veículo entrará em serviço em março num ciclo de coleta de lixo doméstico que implica paradas constantes durante 7,5 horas por dia e cinco dias por semana. Uma transmissão manual ou manual automatizada (AMT) teria problemas com essa demanda devido ao desgaste da embreagem, mas a Allison totalmente automática substitui a embreagem mecânica por um conversor de torque patenteado. Isso reduz os requisitos de manutenção, além de melhorar a dirigibilidade e tornar os veículos mais fáceis de controlar durante as paradas e manobras em baixa velocidade.

A Allison Transmission também lançou recentemente o novo sistema de eixo elétrico eGen Power™ para caminhões. O eGen Power 100D é um dos sistemas de e-eixo mais potentes e totalmente integrados do mundo para caminhões médios e pesados. Possui dois motores elétricos capazes de gerar 227 kW (304,4 cv) de potência contínua cada, ou 454 kW (608,8 cv) no total, com uma potência combinada de pico de 652 kW (874,3 cv).

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970 Conheça o transporte Piggyback, muito usado nos Estados Unidos