Vários estados registram manifestações de caminhoneiros contrários à vitória de Lula na eleição

Logo após o anúncio do resultado da eleição, que declarou o candidato Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, como vencedor, caminhoneiros iniciaram manifestações em diversas regiões do Brasil contra o resultado.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lula obteve 60.345.999 votos, totalizando 50,90% dos votos válidos, e Jair Bolsonaro, atual presidente, que concorria à reeleição, recebeu 58.206.354 votos, 49,10% dos votos válidos.

No momento, vários estados registram áreas de concentração de caminhoneiros, especialmente Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, e existem relatos de movimentações em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Também há registros em Goiás, Pará, e São Paulo.

Os caminhoneiros bloqueiam as rodovias há quase doze horas em alguns pontos, utilizando seus veículos, e barreiras feitas com pneus, galhos de árvores e outros.

Alguns pedem intervenção militar sobre o resultado das eleições, e a cada momento, são divulgados novos vídeos e fotos nas redes sociais e aplicativos de trocas de mensagens, como Whatsapp.

Os caminhoneiros são uma das principais bases de apoio do presidente Jair Bolsonaro, e estavam, há alguma semanas, mobilizados para pararem no último dia 28/10, em suas casas, para que pudessem votar.

Pontos de bloqueio registrados em Santa Catarina, segundo a PRF:

 

Pontos de bloqueio registrados no Paraná, segundo a PRF:

Deixe um comentário!

Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas Rebite – Um grande vilão nas estradas Volkswagen apresenta caminhão conceito Optimus