Produção de caminhões cresce 4,2% em outubro

Dados divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores mostram que a produção de veículos está crescendo neste ano, em relação ao ano passado, tanto no acumulado entre janeiro e outubro, quanto no comparativo mensal.

De acordo com a associação, foram produzidos no país 15.582 caminhões novos em outubro, 4,2% a mais do que as 14.956 unidades registradas em setembro.

A produção de outubro também é maior do que a registrada no mesmo mês de ano passado.

Em outubro de 2021 haviam sido fabricados 13.733 caminhões novos, 13,5% menos do que em outubro de 2022.

Já no comparativo da produção acumulada, os números estão bastante próximos. Entre janeiro e outubro de 2022 foram fabricados 132.257 unidades, ante 132.035 do mesmo período do ano passado, uma leve alta de 0,2%.

O segmento mais representativo continua sendo o de caminhões pesados, especialmente os cavalos-mecânicos. No mês de outubro foram produzidos 8.322 caminhões nesse segmento, acumulando um total de 65.458 unidades no ano.

Os dados da produção de veículos foram apresentados pela Anfavea durante a Fenatran, que aconteceu entre os dias 07 e 11 de novembro, em São Paulo.

“Além da empolgação de todos com a volta das exposições presenciais, a FENATRAN 2022 é um marco em termos de avanços tecnológicos de todos os tipos. Dentre eles, destaco a conectividade dos nossos caminhões, potencializada pela chegada do 5G ao Brasil, e principalmente a busca da descarbonização, através dos caminhões elétricos, movidos a gás e biocombustíveis, assim como os moderníssimos motores compatíveis com a norma Proconve P8, equivalente à Euro 6”, declarou Márcio de Lima Leite, Presidente da Anfavea.

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta