Scania já vendeu 640 caminhões elétricos no mundo

O uso de caminhões elétricos tem avançado muito nos últimos anos, e a Scania é uma das montadoras que tem se beneficiado com essa demanda. De acordo com a montadora, em pouco mais de seis meses, já foram negociados 640 caminhões elétricos para operações regionais.

A Scania iniciou a comercialização desses veículos em junho de 2022, e desde então não parou de receber pedidos de transportadores de várias partes do mundo, que visam a redução das emissões de poluentes. As entregas começarão no ano que vem.

“Sabemos que, com nossa ampla gama de veículos eletrificados, podemos oferecer soluções sustentáveis ​​de emissão zero para nossos clientes. O número de pedidos é um sinal de que o mercado está mais do que pronto para adotar a eletrificação”, diz Fredrik Allard, chefe de eletrificação da Scania.

Os caminhões elétricos da Scania tem baterias de 624 kWh, que garantem grande autonomia.

“A quantidade de caminhões elétricos encomendados neste segmento até o momento supera nossas expectativas. Vemos que existem cerca de 140 clientes diferentes que começaram a usar sua frota para elétricos, de toda a Europa e até do México. Alguns encomendaram mais de 40 veículos elétricos de uma vez”, continua Allard.

A empresa de transporte italiana Gruber Logistics, pioneira em digitalização nesse segmento, fez um pedido de quase 30 caminhões elétricos de uma só vez, um dos maiores já recebidos pela Scania.

“A Scania analisou minuciosamente nossas operações de transporte. Eles ofereceram uma solução completa, incluindo estações de carregamento, que atende perfeitamente às nossas necessidades de uma forma que pensamos que um concorrente nunca poderia fazer. Esses caminhões regionais são apenas o começo. Iremos com a Scania até que todos os nossos transportes estejam eletrificados”, diz Andrea Condotta, gerente de relações públicas e inovação da Gruber Logistics.

A introdução de veículos regionais elétricos a bateria foi um marco importante para a Scania e seus parceiros, com um aumento de alcance em todas as dimensões. Isso oferece novas oportunidades para uma vasta seleção de clientes e todo o ecossistema de transporte. A produção e as entregas dos caminhões regionais começará no quarto trimestre de 2023.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Caminhões mais potentes do mundo são chineses Conheça os caminhões mais potentes do Brasil Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras