CaminhõesDestaquesMontadorasNotíciasNotícias

Volvo Trucks é multada em US$ 130 milhões por falhas em recall nos Estados Unidos

Falhas na notificação de proprietários de caminhões, não cumprimento de requisitos de recall e falhas nos relatos de mortes e acidentes decorrentes dos problemas nos veículos levaram a Volvo Trucks, dono das marcas Volvo e Mack nos Estados Unidos, a ser multada em US$ 130 milhões (R$ 660 milhões).

A multa foi aplicada pela National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), entidade responsável pela segurança no trânsito nos Estados Unidos. Essa é uma das maiores penalidades já aplicadas a uma fabricante de veículos no país por violações à Lei de Segurança de Veículos dos Estados Unidos.

“A NHTSA usará todo o escopo de nossas autoridades para proteger o público de defeitos de segurança e de fabricantes que criam problemas de segurança em potencial ao não cumprir a lei”, disse Ann Carlson, administradora interina da NHTSA.

A Volvo será submetida também à auditoria terceirizada independente, para garantir que a abordagem à segurança melhorou. Essa auditoria vai revisar os processos da Volvo Group North America para avaliar a conformidade com a Lei de Segurança de Veículos, regulamentos e outras ordens, além de recomendar e supervisionar a implementação de melhorias organizacionais e de processos para aprimorar a conformidade e certificação dos Padrões Federais de Segurança de Veículos Automotores.

A auditoria também supervisionará uma revisão de informações enviadas anteriormente à NHTSA para precisão e integridade, desde 2013 até os dias atuais.

O processo contra a Volvo foi aberto em 2018, quando a montadora apresentou falhas no envio de relatórios sobre problemas nos veículos à NHTSA.

O processo vai durar três anos, prazo em que a Volvo ficará em contato constante com a NHTSA. Caso seja necessário, o prazo pode ser estendido por mais dois anos.

Parte do valor da multa, US$ 20 milhões, deverão ser usados para que a Volvo crie uma infraestrutura de análise de dados de segurança mais eficiente.

A Volvo precisará pagar US$ 65 milhões em um prazo de 60 dias, e os US$ 45 milhões restantes serão pagos caso não cumpra o acordo.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.