CaminhõesLogísticaNotícias

Aumento no volume de serviços é impulsionado pelo transporte rodoviário de cargas

A indústria de transporte de cargas tem experimentado um crescimento notável, impulsionando significativamente o aumento dos serviços em todo o setor, registrado em 20,9% ainda em março conforme dados divulgados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Esse desenvolvimento reflete uma recuperação promissora da economia global, bem como a crescente demanda por logística eficiente e confiável para o setor.

Não é novidade que o transporte de cargas desempenha um papel essencial no fornecimento de bens e mercadorias em todo o mundo. Apesar das oscilações e da dependência de alguns processos de aprovação políticas, o setor tem se mostrado resiliente, adaptando-se rapidamente às mudanças no ambiente econômico e às necessidades do mercado. O aumento do comércio internacional, combinado com a retomada de setores-chave, tem sido um dos principais impulsionadores desse crescimento substancial.

José Alberto Panzan, diretor da Anacirema Transportes e presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de Campinas e Região (SINDICAMP), comenta o atual cenário: “O transporte de cargas serve como um termômetro da economia, e se há consumo a indústria precisa repor o comércio, aumentando assim nossa atividade”.

O desempenho da atividade até o momento foi acima das previsões de mercado, de 1,23%, calculado com base em fatores sobre os quais o setor é fortemente influenciado, como o arcabouço fiscal, a política de preço dos combustíveis, a aprovação de reformas estruturantes e a manutenção dos juros, que acabam inibindo, principalmente, os investimentos privados.

“Quando há mudanças, é necessário nos basearmos no histórico de demanda e também na expectativa de crescimento para podermos nos organizar, investir em ativos e, principalmente, o capital humano”, comenta o executivo.

Diante desse cenário de crescimento, as transportadoras se preparam por meio de adaptações e de novos recursos para atender à crescente demanda apresentada neste primeiro semestre, sendo uma ótima oportunidade para reestruturar suas áreas, visando à qualidade e à capacidade operacional, aprimorando ainda mais o sistema logístico.

“Com toda essa demanda alocada ao setor, as transportadoras precisam conhecer seus clientes, suas expectativas e seus projetos. A análise de novidades e tendências de mercado são ótimas aliadas nesse momento para o planejamento de um maior crescimento do setor alinhado às expectativas que temos para os próximos meses”, finaliza José Alberto.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Consumo do Tesla Semi surpreende Conheça as oito personalidades da Ford F-150 Conheça o Ford Thorco – O caminhão de dois motores Conheça 8 dicas para evitar quebras no seu caminhão Conheça as cores preferidas dos caminhões DAF