Contran autoriza circulação de rodotrens de 91 toneladas

Publicada no dia 14/12, a Resolução 640 do Contran passa a autorizar a circulação de composições com PBTC de 91 toneladas. Esse resolução veio por meio de solicitações do setor canavieiro e de grãos, que pedia composições maiores, enquanto a regra anterior permitia apenas composições de até 74 toneladas de PBTC.

Provavelmente composto de dois semirreboques de três eixos e uma dolly de dois eixos, o novo modelo de rodotrem tem comprimento máximo de 30 metros. A resolução deve autorizar pesos por eixos conforme ilustração abaixo, feita pelo Engenheiro Rubem Melo. Ainda falta publicação dos requisitos técnicos.

De acordo com representantes do setor canavieiro, as empresas do setor solicitaram ao Contran a nova combinação, visando reduzir os custos de transporte de cana. Muitas empresas canavieiras foram multadas e tiveram de assinar termos de ajustamento de conduta por causa das constantes infrações por excesso de peso.

Até o momento a maior combinação possível era o rodotrem com nove eixos e trinta metros, com 74 toneladas de PBTC. Para as novas combinações, com onze eixos no total, os órgãos competentes, como Detrans, irão emitir Autorizações Especiais de Trânsito. O Contran tem prazo de 90 dias para regulamentar a circulação das novas combinações.

O texto da resolução dá abertura para composições de outros segmentos, como graneleiros e basculantes, que pode ser explicado também pela crescente demanda de caminhões durante as safras, que deve ser de 14% maior em 2017 que a de 2016, com quase 210 milhões de toneladas. A grande maioria do transporte da safra até os portos é feito por meio de caminhões e essa pode ser mais uma forma de reduzir os custos do transporte.

O Contran deverá usar o prazo de 90 dias para regulamentação para fazer estudos técnicos a respeito da operação das novas composições, como segurança, capacidade de frenagem e outros.

Segue íntegra da resolução:

Resolução CONTRAN Nº 640 DE 14/12/2016
Publicado no DO em 15 dez 2016

Altera a Resolução CONTRAN nº 211, de 13 de novembro de 2006, que estabelece requisitos necessários para circulação de Combinações de Veículos de Carga (CVC).
O Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), no uso da competência que lhe confere o artigo 12, inciso I, da lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro e nos termos do disposto no Decreto nº 4.711, de 29 de maio de 2003, que trata da Coordenação do Sistema Nacional de Trânsito (SNT).
Considerando o que consta no Processo 50000.039873/2014-94, na qual se consubstancia a proposta do Ministério dos Transportes e Agência Nacional de Transporte Terrestres;
Resolve:
Art. 1º Esta Resolução altera o artigos 2º e 4º da Resolução CONTRAN nº 211, de 13 de novembro de 2006, que estabelece requisitos necessários para circulação de Combinações de Veículos de Carga.
Art. 2º O item “a” do inciso I artigo 2º da Resolução CONTRAN nº 211, de 13 de novembro de 2006, passa a vigorar com a seguinte redação:

“(…..)
a) Peso Bruto Total Combinado (PBTC) igual ou inferior a 91 toneladas;

(…..)”

Art. 3º Incluir os §§ 3º e 4º ao art. 4º da Resolução CONTRAN nº 211, de 13 de novembro de 2006:

“(…..)

§ 3º Para concessão da Autorização Especial de Trânsito (AET) de veículos com Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 74 toneladas a 91 toneladas não se aplica o disposto no Art. 4º da Resolução CONTRAN nº 211, de 13 de novembro de 2006.

§ 4º Para concessão da Autorização Especial de Trânsito (AET) de veículos com Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 74 toneladas a 91 toneladas, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) regulamentará os procedimentos administrativos, especificação técnica das Combinações de Veículo de Carga (CVC), os itens e os ensaios de segurança da CVC.”

Art. 4º Esta Resolução entra em vigor em 90 dias contados da data de sua publicação.
ELMER COELHO VICENZI
Presidente do Conselho
PEDRO DE SOUZA DA SILVA
p/ Ministério da Justiça e Cidadania
RONE EVALDO BARBOSA
p/ Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil
JOÃO PAULO SYLLOS
p/ Ministério da Defesa
PAULO CESAR DE MACEDO
p/ Ministério do Meio Ambiente
LUIZ OTÁVIO MACIEL MIRANDA
p/ Ministério da Saúde
OLAVO DE ANDRADE LIMA NETO
p/ Ministério das Cidades
THOMAS PARIS CALDELLAS
p/ Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
NOBORU OFUGI
p/ Agência Nacional de Transportes Terrestres

 

Blog do Caminhoneiro

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

95 thoughts on “Contran autoriza circulação de rodotrens de 91 toneladas

  • 28/10/2017 em 23:04
    Permalink

    Tinha que proibir ate os nove eixos. Todos sairiam ganhando

    Resposta
  • 22/04/2017 em 19:19
    Permalink

    Isso só acontece porque os grandes empresários do ramo de cana de açúcar dão um jeitinho para esses leis serem aprovadas, se um autônomo botar um quilo a mais e for pego pela fiscalização a multa é tão grande o motorista perde até o jeito de andar.

    Resposta
  • 10/04/2017 em 00:09
    Permalink

    Este caminhão foi liberado pra rodar na tranzamazonia porque os camihão de menas tonelada não estão suprindo as nesecidade.

    Resposta
  • 29/03/2017 em 10:06
    Permalink

    Pois é….e os autônomos….quando que irão conseguir comprar essa composição de 11 eixos?? Nunca…o futuro é para as grandes empresas/transportadoras….os autônomos vão desaparecer….

    Resposta
  • 19/03/2017 em 20:39
    Permalink

    Brasileiri e bixo burro emvez de brigar pra aumentar o frete almenta o caminhao cada vez mais indo pro buraco

    Resposta
  • 01/03/2017 em 18:34
    Permalink

    Mais uma vez o povo invez de melhorar as coisas pioram ainda mais diminuir o custo do frete não é aumentar eixo

    Resposta
  • 16/01/2017 em 20:24
    Permalink

    Quero saber quando é que vai voltar os caminhões bicudos e aumentar a cabine pra um conforto melhor

    Resposta
    • 17/01/2017 em 08:42
      Permalink

      Nossa legislação é baseada no comprimento do conjunto o que faz priorizar a área de carga sobre conveniência do condutor.

      Nosso mercado também tem forte presença de fabricantes europeus onde as cabines avançadas são praticamente padrão e essa oferta é motivada pelo comportamento do mercado.

      Sendo assim, não deverão voltar a fazer os bicudos extra-pesados que considero mais seguros numa situação de colisão e o espaço interno depende da cabine ofertada. Hoje, já temos os mega leitos com camas em dois andares, vários porta-objetos, etc.

      Resposta
  • 23/12/2016 em 11:13
    Permalink

    nao podemos comparar canaviero com graneleiro ,porque canavieiro o trajeto ecurto enquanto oc raneleiro sao longas , nesse caso nao temos cavalo para puxar este equipa mento

    Resposta
  • 22/12/2016 em 12:23
    Permalink

    É o seguinte, pode ate ser bom esses implementos, na minha opinião, claro que são claramente desnecessário tanto peso para um caminhão, porque? Porquê vem várias questoes, uma delas é o asfalto que no Brasil não existe que preste, como já foi aprovado pensem bem, se a lei de aprovação de cavalos mecânico acima de 680 C.P, vai virar uma merda, todas sabem que os 9 eixos de hoje tem cavalos de 420 c.p ainda rodando.
    Nas minhas contas um 9 eixo tem que ser 540 c.p no mínimo. Com isso divide-se 540 c.p por 74 toneladas, que da uma média de 7,297 c.p por toneladas.
    Pega-se 91 toneladas dos 11 eixo vezes 7,297 c.p que vai dar no mínimo 664 c.p pra puxa essa quantia absurda.

    Resposta
    • 05/02/2017 em 09:58
      Permalink

      Só mente uma pergunta para voceis que acham que os demais cavalos abaixo de 540 cv de potência não tem capacidade de puxar um equipamento de peso do qual estão falando aí, Voceis já cê depararam com algum faltando força para subir alguma serra ???

      Resposta
  • 19/12/2016 em 18:26
    Permalink

    concordo plenamente com meus colegas da rodagem pois vocês querem liberar essa composição mais o cavalo tem que liberar o 750 cavalos e abaixar o imposto integral não ter nada o que pagar la fora e que vale e tem outra coisa a respeito dos guardas que mesmo com o 9 eixo ele já enche o saco pedindo dinheiro e tem mais na serra de santos tem guarda proibindo o rodo trem de 9 eixo acima de 26 metro e tao pedindo para desengatar a carreta de trás e descer com o doli de arrasto . agora imagine com essa composição 30 metros ou 38 ai ta feito a posta o jeito e descer pela imigrante novo jã que o limite da velocidade e 30 por hora o certo era fazer romeu e julieta com o cavalo e fazer prata forma com 5 eixo e pegar um doli mais uma carreta canguru isso na caçamba ficaria mais seguro tinha mais estabilidade e levaria 70 toneladas só de carga daria 10 eixos e não chegaria a 30 metros é só os engenheiros estudar mais um pouco o assunto a tombar de lado as duas carretas obrigado

    Resposta
  • 17/12/2016 em 10:06
    Permalink

    Também penso da mesma forma .uma lei que obriga quem compra esse tipo de emplementos .seja obrigado a compra cavalos mecânico assima 540 cavalos.

    Resposta
    • 18/12/2016 em 11:25
      Permalink

      Mas é óbvio, apesar dessa terra de gente sem noção, há quem use caminhão subdimensionado para o tipo de carga.

      Resposta
    • 14/01/2017 em 11:25
      Permalink

      segundo as leis brasileira é nescessario 5.71 cv por toneladas com o pbtc de 91 ton
      91×5.71 =519.61 cv quer dizer cavalo mecanico apartir de 520 cv pode sim puxar essa composiçao

      Resposta
    • 14/01/2017 em 11:29
      Permalink

      ja tem a lei sim 5.71 cv por toneladas
      apartir de 520 cv pode puxar esse peso !!!!

      Resposta
  • 17/12/2016 em 09:13
    Permalink

    Pais do caralho !!!! Essa categoria já foi unida!!! Aquele “Brasil sem caminhão para !” Foi pro c… Como sempre o empresariado ganancioso é ouvido por gente colocada lá por nós, que depois nos ferra. Que cavalinho vai puxar isso ? Aumenta a carga e as condições ? Carregar mais por menos, e empregando menos gente, essa é a lógica desses empresários com as bênçãos dos representantes que nós colocamos lá. Nós somos culpados por tudo isso que está acontecendo. É pouco !! Tinha que carregar 200 T !!!! E vai ter muita gente disposta a aumentar o número de eixos, e o cavalinho ? Continua o mesmo vai continuar o mesmo

    Resposta
  • 16/12/2016 em 20:06
    Permalink

    Eu acho q teria q aprovar uma lei,que so caminhao acima de pelo menos 540 cavalos para puxar essas carretas.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 17:15
    Permalink

    Nosso transporte ja esta em estado de falencia, ai vem pessoas que acham que aumentar a capacidade de carga vai resolver a suas pendencias e seu faturamento, na verdade vai piorar, o frete vai ter redução de valores , o custo vai aumentar e no final vai continuar pior que ja esta.
    Os transportadores tem que aprender a se organizar e melhorar seus faturamentos e custos.
    Aumentar capacidade de carga transportada não resolve nada…..

    Resposta
  • 16/12/2016 em 16:47
    Permalink

    Com nossa infra estrutura rodoviária temos um grande problema. Não há balanças para fiscalizar e mesmo que se tenha a lei hoje é branda para com os que transportam excesso. Isso é solução porca para a deficiência enorme de infra logística. Aliás mais uma solução de remendo como tudo neste país.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 16:26
    Permalink

    Só falta aparecer uns cangurus e trocar o volante de lado para virar a Austrália

    Resposta
  • 16/12/2016 em 10:42
    Permalink

    Na Pátria das bananas cada vez mais o aumento de carga e eixos…em consequência se reduz cabine e conforto para o motorista… onde paises europeus e americanos se restringe comprimento e capacidade de carga para a manutenção correta e necessaria das estradas, nós “bananeiros” continuamos com a velha política de carregar mais por menos…
    Qual o cavalo mecânico a ser usado para transportar tal peso…. penso em sérias limitações pois ver 9 eixos atrapalhando as estradas já está de bom tamanho…mais essa agora.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 10:28
    Permalink

    Isso é para favorecer as empresas grandes elas podem ter suas bombas de combustível paga menos na compra do mesmo e é certo que elas vão ter alguns previlegios sobre o mesmo tudo indica que é isso e vai acabar com os pequenos

    Resposta
  • 16/12/2016 em 10:21
    Permalink

    Agora fudeu de vez. Eles acha que colocar mais 2 eixos vao resolver o problema do transporte no Brasil

    Resposta
  • 16/12/2016 em 10:00
    Permalink

    Dessa forma o valor do frete cairá cada vez mais e as condições das estradas serão cada vez piores. Critérios de avaliação : Interesse dos grandes transportes e o autônomo cada vez mais prejudicado. VIVA O BRASIL.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 09:41
    Permalink

    Mas não autoriza a circulação da cegonha com 30 metros ou 3 andares de altura vai intender esse povo.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 08:56
    Permalink

    Então quer dizer que estouram ainda mais as precárias estradas, e todos tem que pagar a conta, não é por aí. Esse País virou uma zona.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 08:27
    Permalink

    Quando vejo um bitrem penso: Esse gigante tem um escravo que trabalha por dois caminhoneiros tudo em dobro inclusive o lucro da transportadora.E agora vai ser tritrem?Haja estrada!

    Resposta
  • 16/12/2016 em 08:15
    Permalink

    Arrebentando com todas rodovias,ai chega próximo aos pedágios entram para os canaviais e saem logo depois numa vi um caminhão canavieiro pagar pedágio,enquanto isso andamos em rodovias destruídas e ainda pagamos por isso…

    Resposta
  • 16/12/2016 em 06:46
    Permalink

    Arrebentar com as estradas atendendo a pedido de grandes empresas , isso deve estar rolando uma grana violenta , depois os otários que somos nós precisamos acender os faróis durante o dia para aumentar a segurança e essa cambada aprovando coisas absurdas

    Resposta
  • 16/12/2016 em 05:57
    Permalink

    E que comecem a reconstruir novas pontes pois com as que temos será impossível resistir tanto peso, esse Brasil mais parece uma piada.

    Resposta
  • 16/12/2016 em 04:15
    Permalink

    Os bitrem já são uma bosta os 9 eixos também já atrapalha o trânsito imagina esses demônio nas pistas essas bostas de contram deve ser um lixo desses comprados pelas grandes empresas fazendeiros milionários

    Resposta
  • 16/12/2016 em 02:34
    Permalink

    Ai fudeu….so ganha o fabricante e tambem os empresarios já que o produto vai de graça…menos valor do frete…bem vindo..

    Resposta
  • 16/12/2016 em 01:47
    Permalink

    Eu aqui me ferrando pra engata meu cavalo toco em uma carreta de 15mts ….. É palhaçada esse país !

    Resposta

Deixe um comentário!

Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal CAMINHONEIRO SEGUE TRABALHANDO AOS 90 ANOS DE IDADE