Novo sistema de pesagem veicular é testado na BR-101 em SC




O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) trabalham em cooperação no desenvolvimento de pesquisa para a instalação de projeto piloto de pesagem veicular em movimento, isto é, carga aferida sem a necessidade de pesagem estática. O sistema em instalação estará operacional para fins de pesquisa no segundo semestre deste ano, sendo instalado junto do Posto de Pesagem Veicular na BR-101 Sul, em Araranguá.

O objetivo da pesquisa do novo sistema de pesagem em movimento é de operar na pesagem veicular em rodovias de forma independente e autônoma, sem interferência humana, sendo capaz de aferir veículos transportadores de carga e passageiros quanto à velocidade, peso bruto total (PBT), peso por eixo e quantidade de eixo. Em caso de haver excesso na pesagem aferida, o sistema prevê a autuação online a partir da placa do veículo, conferindo por fotografia gerada.

Para aferir e, na necessidade, autuar os motoristas com cargas excedentes no peso, o novo sistema tem sensores instalados no pavimento, que atuam diretamente no veículo, mensurando os dados de quantidade de eixos, dando o PBT e o peso por eixo. Esses dispositivos operam junto de câmeras para registro de imagens e serão operados remotamente, diretamente da Superintendência do DNIT em Florianópolis, por meio de centro de controle operacional.

O DNIT e a UFSC iniciam nesta quarta-feira, 10, a instalação do sistema piloto na área do PPV de Araranguá, que será migração entre a forma de aferição e pesagem feita atualmente para a nova plataforma de controle automatizado. O projeto está em fase de testes, sendo o posto da BR-101 Sul o primeiro a ter esse tipo de experiência. Por enquanto, a pesagem em movimento vai trabalhar concomitantemente ao posto localizado no km 417.

A partir dos resultados da pesquisa em Santa Catarina o sistema de fiscalização direta poderá ser adotado nas demais rodovias federais sob responsabilidade do DNIT.

A estação de controle em pista em construção já é prevista nos editais licitados pela Autarquia para os Postos Integrados Automatizados de Fiscalização (PIAF), como é conhecido, seguirá a mesma legislação e parâmetros legais de operação que permeiam os PPVs já existentes. A diferença está no dinamismo de tráfego. O condutor de caminhão, carreta e ônibus não precisará sair do traçado de pistas para aferir a carga, sendo pesado na velocidade que estiver transitando.

A fase inicial de instalação da pesquisa do novo sistema de pesagem em movimento prevê a mudança de 136 metros do pavimento na BR-101 Sul, próximo do km 417. Nesse espaço, o asfalto dará lugar a uma camada de concreto continuamente armada, a primeira a ser construída em rodovias brasileiras, para testar o tipo ideal de piso para operar os sensores. Com isso, haverá interrupção nas faixas de rolagem da pista sentido Norte-Sul nas próximas seis semanas. A interrupção seguirá a necessidade de avanço dos trabalhos. O tráfego no local será desviado para uma única faixa de rolamento lateral.

No próximo dia 19, está prevista a concretagem da primeira faixa de tráfego e no dia 25 da segunda faixa.





2 comentários em “Novo sistema de pesagem veicular é testado na BR-101 em SC

  • 15/05/2019 em 10:35
    Permalink

    Enquanto a oferta de serviço de frete (caminhões) for maior do que a procura por frete (carga para transportar) não há como aumentar o preço do frete. O que o governo pode fazer para reduzir a oferta de frete: aumentar a fiscalização sobre o excesso de peso, endurecer a fiscalização sobre o excesso de jornada e comprar e sucatear os caminhões muito velhos. Sem essas providências e sem o crescimento da economia, pode espernear a vontade, mas nada vai resolver.

    Resposta
  • 14/05/2019 em 11:39
    Permalink

    Isso é bom, assim acabará as propinas dos fiscais de balança, que pega um mísero trocado por fora.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!