Após negociação, termina greve de caminhoneiros no Paraguai




Após vários dias de bloqueios em rodovias de todo o país, o governo do Paraguai recebeu lideranças dos caminhoneiros para negociar o fim da greve que parou o país no último dia 07, quarta-feira. Após a negociação, os bitrens brasileiros ficam proibidos de rodarem em todo o Paraguai, ficando autorizada somente a entrada de carretas brasileiras com apenas um semirreboque no país, o que não deve pressionar o valor do frete.

Os caminhoneiros iniciaram protestos contra um aumento do valor do diesel anunciado em janeiro, e também contra a liberação da circulação de bitrens brasileiros em rodovias do Paraguai, por conta da possível redução da quantidade de fretes para caminhoneiros autônomos.

A greve chegou a afetar o abastecimento de diversas cidades do Paraguai, e faltou combustível e outros produtos em muitas localidades do país. Houve racionamento de combustível até mesmo em Cidade do Leste, que faz fronteira com Foz do Iguaçu.

LEIA MAIS  Banco Paccar iniciará operação no 1º semestre de 2019

Os caminhoneiros mantiveram a greve, que não teve apoio de sindicatos, por pelo menos 12 dias.




Deixe sua opinião sobre o assunto!