AVENTURA DE UM CARRETEIRO PELA AMÉRICA EM VERSOS

Essa é a história de Rafael.
Estudioso e obediente menino.
Caminhão de brinquedo pedia a papai Noel.
Quando crescesse, a estrada era seu destino.

Filho de seu Pedro e dona Iracema
Ele carreteiro e ela digna mulher do lar.
A imaginação de Rafael não era pequena.
Queria um caminhão e poder viajar.

Por respeito à mãe concluiu ensino médio.
Era bom aluno e gostava de geografia.
Mas a escola para ele se tornara um tédio.
A estrada o chamava e o queria.

Com quinze anos começou a dirigir.
Pilotando Scania-Vabis de seu pai.
Rafael queria a estrada, só pensava em partir.
A razão e o coração diziam: “Vai”.

Quando completou a maioridade,
facilmente conseguiu sua habilitação.
Agora poderia mostrar toda sua capacidade.
Poderia sair para estrada com o caminhão.

Dirigindo o Scania-vabis trucado
pois seu pai curtia a justa aposentadoria.
Viajava para qualquer Estado.
Todo tipo de carga no semirreboque levaria.

Foi na cidade de Castro no Paraná
que viu o estradeiro que sempre quis.
Mercedes Benz estava parado lá.
Com aquele cavalo seria mais feliz.

O Mercedes Benz estacionado
em um pátio de posto de combustíveis.
Um velho senhor estava ali do lado.
Naquela cidade havia fincado raizes.

Rafael fechou rapidamente o negócio.
Mas não tinha todo o dinheiro para pagar.
Motor antigo mas nada tinha de dócil.
Caminhão com muita história para contar.

Prometeu ao homem que na semana seguinte
voltaria com o dinheiro para buscar o caminhão.
Já se imaginava a bordo do Mercedes quinze vinte.
Como conseguir o dinheiro, pensava em uma solução.

De volta à sua cidade
correu atrás de um empréstimo.
Nos bancos impuseram dificuldade.
A ele não fizeram esse préstimo.

Não conseguiu financiamento
mas ao homem devia satisfação.
Com seu pai ia naquele momento.
Aborrecido, não teria o caminhão.

A bordo de um Volkswagen Brasília
o pai via Rafael silencioso e resignado.
Senhor Pedro disse que um jeito daria.
Mas o rapaz se mostrava contrariado.

Quando chegaram naquela cidade
para o proprietário, Rafael pediria desculpa.
Ia dizer que faltaria com a verdade.
Assumia toda a responsabilidade e culpa.

Mas eis que para sua surpresa
transformou-se em alegria a decepção.
Seu pai levava dinheiro e pôs sobre a mesa.
“Filho, agora você tem seu caminhão”.

Rafael disse a seu progenitor que o pagaria.
“Obrigado pai, por um caminhão que é só meu”.
Seu Pedro com carinho lhe respondia.
“Filho, tudo que me pertence também é seu”.

Antes de viajar com seu caminhão
Rafael levou o bruto para oficina.
Era necessário fazer uma revisão:
Mecânica, elétrica e pintar a cabina.

Enquanto o Mercedes era reparado,
O Scania do pai, Rafael dirigia.
A bordo do valente jacaré trucado
por qualquer estrada do País seguia.

Quando o Mercedes foi modificado
Rafael tinha um plano em mente.
Levaria seu cavalo mecânico trucado
a viajar por todo esse imenso Continente.

Faria fretes pela América platina
e também os países andinos.
Uruguai, Paraguai e Argentina.
Chile, Bolivia, Equador seriam destinos.

Rodaria por toda a América do Sul.
O banco do cavalo seria sua sela.
Não seria esquecido Brasil e Peru.
Faria transporte por Colômbia e Venezuela.

O Mercedes Benz quinze vinte
recebeu mecânica do Mercedes Actros.
Interior da cabine, conforto e requinte.
Possuía tração seis por quatro.

O cavalo mecânico exalava nostalgia.
Sob a cabine Rafael ficava orgulhoso.
Do jeito que descia ele também subia.
Imagina só que motor poderoso.

Quinhentos e cinquenta cavalos
nas mãos de um motorista de talento.
Rafael sabia como domá-los.
Na estrada não era nada lento.

Rafael viveria muitas aventuras
rodando por países e culturas diferentes.
Enfrentaria situações difíceis e duras.
Lá, só sobrevivem os valentes.

Dois primeiros países para onde vai,
o nacionalismo do povo é muito forte.
Adubo para fazendeiro brasileiro no Paraguai.
No Uruguai também fez transporte.

Viajar por toda a América Latina
para o carreteiro Rafael era a glória.
O que ele viveu dentro daquela cabina
será contado na próxima história.

Roberto Dias Alvares

QUER RECEBER NOSSOS CONTEÚDOS NO SEU WHATSAPP?
MANDE UMA MENSAGEM COM SEU NOME CLICANDO NO NÚMERO

042-98800-6519





RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL

Seu e-mail (obrigatório)


Um comentário em “AVENTURA DE UM CARRETEIRO PELA AMÉRICA EM VERSOS

  • 21/02/2018 em 10:38
    Permalink

    Estarei escrevendo em capítulos mas na forma poética meu livro AVENTURAS DE UM CARRETEIRO PELA AMERICA

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!