Caminhões antigos precisam ser adaptados para nova resolução da amarração de cargas




Em vigor desde o início do ano, a resolução 552/15 do Contran ainda gera dúvida entre os caminhoneiros. Essa resolução fixa os requisitos mínimos de segurança para o transporte de cargas em veículos de carga, tratando principalmente dos tipos permitidos para fixação das cargas nas carrocerias.

Com a nova resolução, os caminhões antigos passam a ser obrigado a se adequarem, oferecendo pontos de fixação metálicos, não sendo permitido amarrar a carga em travessas de madeira, ou mesmo nos ganchos das pontas das travessas. Por isso os caminhões precisam ser adequados à nova legislação, recebendo adaptações para correta fixação da carga.

Outro ponto importante é a proibição do uso de cordas para fixação da carga. A partir de agora, todas as cargas devem ser fixadas com cintas têxteis, cabos de aço ou correntes, dependendo do tipo de carga. As cordas são permitidas apenas para fixação da lona do veículo.

LEIA MAIS  PRF flagra o transporte de 93,5 toneladas de excesso de peso no MT

Já para cargas indivisíveis e outras que tenham legislação própria quanto ao transporte, a Resolução 552/15 não se aplicam. Para transporte de cargas que tenham largura menor que a carroceria, a amarração deve ser feita por dentro da carroceria, em pontos de fixação metálicos presos no chassi do caminhão.

LEIA MAIS  Ford entrega 21 caminhões Cargo Kolector para a Ponta Grossa Ambiental

As alterações para veículos antigos são simples, como podem ser vistas nas imagens abaixo:

 


 

A resolução na íntegra pode ser lida NESTE LINK.




4 comentários em “Caminhões antigos precisam ser adaptados para nova resolução da amarração de cargas

  • 21/04/2018 em 09:09
    Permalink

    Estamos nas mãos de vagabundos que se dizem legisladores, esse projeto foi criado por um imbecil que só anda de carro,e mesmo assim o projeto e vendido ao governo que por sua vez, só se preocupar em arrecadar com a indústria da multa,e os maus empresários que irão lucrar com a venda dessas parafernálias , quando a carga não e bem amarrada por cintas,as mesmas caí sobre as rodovias podendo causar danos aos veilveíc pequenos, essa lei e absurda, deixe o transportador trabalhar de acordo com as suas necessidades, têm coisas mais urgentes a serem motivo de preocupação, tipo a má qualidade dos serviços prestados pelas concessionárias de rodovias, a tanto a se fazer para o motorista, não precisamos de leis absurdas, precisamos de assistência informações, pontos de apoio nas estradas, pátios para descanso, rodovias melhores conservadas, são milhares de coisas a serem melhoradas, mais transparência, menos truculência

    Resposta
  • 07/03/2018 em 17:21
    Permalink

    Já estou a 30 anos na profissão nunca derrubei uma carga por estar mal amarrada não vejo nesse equipamento obrigatório para fixar as cintas diferença nenhuma dos kits de primeiro socorro e tantas outras coisas que nos foram impostas sem que fossem somente para ageitar o lado de algum espertalhão

    Resposta
    • 26/03/2018 em 18:39
      Permalink

      Com certeza e mais um jeito de boicotar quem trabalha .
      Porque nao colocar cinto e aibag nas vans e onibus de todo o pais
      Porque mandar uma nova placa p todo o mercosul se em sua maiora so existe exigencia de documento no brasil
      Porque o motorista tem q fazer um teste toxicologico p obter ou manter a letra da carta se a legislacao diz que nimguem deve ser obrigado ou penalizado por nao fornecer provas contra si mesmo .eo pior e ter que pagar por um exame que nao e de nosso interesse
      Medicos e funcionarios pulblicos lidam com mais vidas q os caminhoneiros e nen por isso lhes e exigido teste algum
      Medicos prestam mais de um turno em servicos e nao sao questionados por isso .nen quando eram nen quando estao dormindo no horario q deveriam estar atendendo a serems humanos q estao sofrendo .
      Pronto falei

      Resposta
      • 30/03/2018 em 21:28
        Permalink

        Boa,precisei renovar a minha gastei 240 reais a mais está vz isso é meter a mao do bolso do trabalhador mais uma ideia de um espertalhão esse politicos não pensão em segurança da população nem na saúde se não teriam filas nos prontos atendimentos nem bandidos fazendo o q tão fazendo pó ai a solta

Deixe sua opinião sobre o assunto!