A BELA PROFISSIONAL DA ESTRADA – Mercedes Benz Actros 2546




As longas estradas do Brasil,
Do transporte de cargas é cenário.
Neste meio considerado duro e viril,
Destaca-se um caminhão extraordinário.

Tão extraordinário quanto este caminhão
É a bela motorista que o conduz.
Para ela dirigir exige concentração.
Da marca dos oitenta ela mantém ou reduz.

Dirige cavalo mecânico automático
E não há ninguém que mais mereça.
Na direção tem um talento fantástico.
Assim é a pequena grande mulher Vanessa.

Para outros motoristas pode parecer um tédio
Mas Vanessa dirige a carreta sem fazer firula.
Sabe lidar com os caminhoneiros e o assédio.
Sua dignidade, ninguém macula.

Trata seu caminhão como uma ferramenta.
É dele que seu sustento ela retira.
Com muita calma às dificuldades enfrenta.
Quando surge um imprevisto ela se vira.




Respeita a todos, mantém a ética.
Mas exige ser respeitada também.
Sua condução é extremamente técnica.
Tem total controle do Mercedes Benz.

Vanessa é pequena na estatura
Corpo delicado, parece um bebê.
Das grandes motoristas está à altura.
Causa espanto em quem ao volante a vê.

Cabelos negros, boca delicada.
Lábios que convidam a um beijo.
Pequena, mas uma gigante na estrada.
Nos colegas desperta paixões e desejo.

Que a leve a sério, ela quer alguém.
Sabe que a maioria só quer diversão.
Vai sonhando ao volante do Mercedes Benz.
Na sua vida, pede a Deus que ponha a mão.

Sua profissão leva muito a sério
Se diverte e faz muito bem seu trabalho.
Em seus lindos olhos esconde-se um mistério.
Para conquistar seu coração não existe atalho.

Quando ao seu lar ela retorna
Recebe calor humano dos pais.
Sente no rosto a brisa suave e morna.
Na varanda dorme na rede em completa paz.

No dia-a-dia encarando a estrada
Vanessa se dedica e mostra seu talento.
Fim de semana de folga vai para balada.
Gosta de dançar e estar em movimento.

Seus lábios doces e rubros como cereja
Iluminam noites de sábado ao sorrir.
É consciente e só toma cerveja
se tiver outra pessoa para dirigir.

Ela se diverte com moderação.
Sabe que não deve cometer excesso.
Na segunda feira, à espera seu caminhão.
É nele que transporta a carga e o progresso.

Enfrenta ainda algum preconceito.
De homens rudes sofre assédio.
Mas ela quer alguém honesto e direito.
Enquanto não chega, sua vida não tem tédio.

Em uma dessas viagens pelo País,
A bordo de seu belo caminhão trucado,
Sentiu seu rosto se iluminar, feliz.
Um jovem admirava-a encantado.

Era um caminhoneiro do Paraná
Dirigindo um caminhão magnífico.
Cavalo mecânico trucado cor grená.
Era um antigo e lendário GMC Marítimo.

O caminhão era realmente belíssimo
Mas Vanessa achou belo aquele homem.
Ele se orgulhava do seu GMC Marítimo.
Ao se verem, sentimentos os consomem.

Após as devidas apresentações
Combinaram de sair para jantar.
Sentimentos, mistura de sensações.
Logo começaram a namorar.

Passaram a se encontrar pela estrada
Quando o destino os colocava no itinerário.
A jovem sentia cada dia mais apaixonada.
O pensamento dele, nela era diário.

A vontade de se verem era imensa.
Mas a distância era grande inimiga.
A saudade invadia, sem pedir licença.
Ligação telefônica era aliada e amiga.

Decidiram se casar e viver juntos para sempre.
Vanessa pediu, e de Deus um presente foi ganho.
Logo carregava um filho em seu ventre.
Alegria do casal não tinha tamanho.

É assim que a carreteira Vanessa
Tem alguém com ela comprometido.
A seu lado independente do que aconteça,
Vai aquele que se tornou seu marido.

Roberto Dias Alvares




Deixe sua opinião sobre o assunto!