Innovation Day da CNH Industrial apresenta tendências para máquinas e caminhões

A valorização do ser humano, no centro das transformações digitais, está alterando o mundo das máquinas, equipamentos, veículos, motores e geradores de energia, itens que compõem o segmento de bens de capital. Esse foi o objetivo da primeira edição do Innovation Day, promovido pela CNH Industrial nesta quinta-feira, 27 de setembro, em Sorocaba (SP), no novo Centro de Inovação, Tecnologia e Treinamento do Grupo.

O Innovation Day faz parte de uma série de ações para incentivar a “cultura” de inovação dentro da corporação, e é promovido ao longo da Semana de Inovação, evento interno que a CNH Industrial organiza anualmente. As iniciativas, feitas até então somente para os colaboradores, foram além dos portões das fábricas e, agora, contam com a participação de outros públicos importantes para a empresa. Com foco nas tendências das áreas agrícolas, de construção, transporte e energia, o Innovation Day reuniu funcionários, acadêmicos, fornecedores, parceiros e jornalistas, que acompanharam palestras e debates. Durante a ação, o time de Inovação da CNH Industrial falou sobre como as novas tecnologias são desenvolvidas, geridas e implementadas na organização. Os engenheiros-chefes, responsáveis por cada marca, apresentaram as tendências por segmento, e os muitos exemplos de produtos que levam a inovação para o campo, para a construção, para o transporte e para o setor de energia.

Segundo o diretor de Desenvolvimento de Produto e Engenharia Agrícola da CNH Industrial para América Latina, Sergio Soares, a Semana da Inovação é um evento anual que tem trazido muito conhecimento, por isso ficou decidido que ela será expandida. “Foi uma oportunidade para apresentarmos como fazemos a inovação, nossos investimentos locais e os resultados conquistados. De dentro para fora, incentivamos a inovação em todas as áreas, envolvemos colaboradores, fornecedores e parceiros estratégicos, compartilhamos as ideias, trabalhamos de forma colaborativa e aberta, ouvimos e antecipamos as expectativas dos clientes e nos esforçamos em desenvolver inovação nacional, em depositar patentes e oferecer as melhores soluções para os mercados de atuação”, afirmou.

Em todos os discursos, a inovação foi atrelada à sustentabilidade. De olho no aumento da produtividade, o futuro do setor agrícola está na automação das máquinas, na aplicação e interpretação dos sistemas inteligentes e na autossuficiência do agronegócio e das propriedades agrícolas. Nesse segmento, a CNH Industrial é representada pelas marcas Case IH e New Holland Agriculture.

“No segmento de construção, as tendências são eficiência operacional, conectividade dos equipamentos e acessibilidade”, revelou Humberto Lopes, diretor de Desenvolvimento de Produto e Engenharia para Equipamentos de Construção. Esse é um dos negócios da CNH Industrial que mais recebeu investimentos e remodelou a sua linha completa de produtos, com equipamentos que são mais produtivos, econômicos e sustentáveis. Em construções, a CNH Industrial também é representada no mercado pelas marcas CASE e New Holland Construction.

“O setor de transporte, com soluções de inclusão, segue a mesma linha, e inclui também a autonomia dos veículos e a utilização de combustíveis alternativos, como o gás natural veicular e a eletrificação”, acrescentou Darwin Viegas, diretor de Desenvolvimento de Produto e Engenharia do Negócio de Transportes da CNH Industrial.

Empresa mais inovadora do Brasil no setor que atua, a CNH Industrial aproveitou o momento para reinaugurar o espaço dedicado à transferência de conhecimento e promoção de novas tecnologias para equipar tratores, colheitadeiras, máquinas de construção, ônibus, caminhões e geradores de energia.

A IVECO, marca da empresa dedicada a produção de veículos comerciais (caminhões e ônibus) deu um salto, recentemente, lançando veículos e completando a sua linha de produtos, tornando-se uma das empresas mais completas do setor em comercialização na América Latina. Entre outros, a IVECO lançou recentemente o novo Daily City e o Tector Automatizado.

Já o futuro do segmento de energia, com reflexo em todos os demais, se resume em “eficiência energética, com alto rendimento e baixas emissões de gases poluentes” segundo o diretor de Engenharia de Motores e Energia da CNH Industrial, Alexandre Xavier. Nesse segmento, a CNH Industrial é representada pela FPT Industrial, líder mundial em sistemas de powertrain, fabricando motores, eixos e transmissões, para veículos e máquinas, além de geradores.

Centro de Inovação, Tecnologia e Treinamento da CNH Industrial

O evento foi promovido no Centro de Inovação, Tecnologia e Treinamento, dentro do Complexo Industrial de Sorocaba (SP). O diretor de Soluções de Precisão e Telemática da CNH Industrial para a América Latina, Gregory Riordan, explicou que unidade é considerada suporte e treinamento das tecnologias de agricultura digital, de construção e transporte, e de monitoramento das operações à distância na América Latina. No local, a empresa desenvolve e transfere o conhecimento de novas tecnologias que farão o futuro da mecanização e dos veículos de transporte.

Estrutura

No total, a CNH Industrial tem sete Centros de P&D na América Latina: Betim, Contagem, Curitiba, Sete Lagoas, Sorocaba e Piracicaba no País; e um em Córdoba, na Argentina. No seu departamento de Engenharia, a empresa tem mais de 600 profissionais dedicados ao desenvolvimento de novos produtos.

Investimentos

Referência em inovação, a empresa é comprometida com o desenvolvimento nacional e a busca de novas tecnologias e soluções para seus clientes. Prova disso são os investimentos. No ano passado, investiu cerca de US$ 100 milhões em Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil. No mundo, o investimento global da CNH Industrial em Pesquisa e Desenvolvimento foi de mais de 950 milhões de dólares em 2017.

Patentes

A CNH Industrial foi considerada como a única empresa privada do Brasil entre as dez principais depositantes de novas patentes do ano de 2017, ficando em 7º lugar geral, segundo o INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). No ano passado, a empresa depositou cerca de 150 novas patentes no órgão federal. Desse total, teve 46 patentes geradas por inventores brasileiros aplicadas em produtos desenvolvidos no Brasil e em outros países da América Latina, Estados Unidos e Europa. Ao todo, a CNH Industrial detém mais de 900 patentes ativas no Brasil e mais de 10 mil em todo o mundo.

Treinamentos para a inovação

Os investimentos da CNH Industrial em Inovação englobam não apenas produtos, mas soluções e serviços para os clientes. Ao mesmo tempo em que lança máquinas altamente tecnológicas, capacita os operadores para que tenham conhecimento de todas as funções dos equipamentos e as tecnologias embarcadas. Desde 2015, a empresa já treinou mais de cinco mil pessoas e promoveu mais de mil dias de treinamentos.

Prêmio Valor Inovação Brasil

Neste ano, a CNH Industrial foi eleita a mais inovadora do setor Automotivo e Veículos de Grande Porte, do Prêmio Valor Inovação Brasil 2018. Além da liderança no seu segmento, a pesquisa, desenvolvida pelo jornal Valor Econômico, em parceria com a consultoria Strategy&, classificou a CNH Industrial entre as 13 melhores de um ranking que analisou 216 empresas de 21 setores.

Deixe um comentário!

Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia