Queda no valor do diesel vai reduzir valores de fretes

por Blog do Caminhoneiro

A Petrobras anunciou ontem, 29 de novembro, uma queda de 15,28% no valor do diesel. O valor do combustível caiu de R$ 2,1228 para R$ 1,7984 no preço de venda das refinarias para as distribuidoras. Em geral, as alterações de valores nos combustíveis não são repassadas aos consumidores instantaneamente.

A redução acontece por causa da grande queda no valor do barril de petróleo, cotado atualmente a cerca de US$ 58. A estatal havia anunciado a última alteração de preço do diesel em outubro, quando o valor do combustível caiu de R$ 2,3606 para R$ 2,1228.

Desde a greve dos caminhoneiros, os reajustes do diesel passaram a ser mensais. A gasolina continua sendo reajustada quase que diariamente, e o valor atual é de R$ 1,5007 por litro.

A queda nos valores do diesel deve impactar os valores da tabela de fretes. A ANTT é obrigada a reajustar os valores dos preços mínimos de fretes caso o valor tenha uma alteração de mais de 10% em 30 dias. Como o reajuste do valor foi de 15,28%, e foi uma queda, os valores dos fretes serão reajustados para baixo.

Em novembro a ANTT publicou a última alteração da tabela de fretes, com quedas de 2% a 5% nos valores mínimos dos fretes. De acordo com a assessoria da ANTT, a nova tabela será publicada nos próximos dias.

Você pode conferir os valores atuais dos fretes publicados pela ANTT em 23 de novembro, clicando aqui.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

3 comentários

Reginaldo Rodrigues 01/12/2018 - 10:05

Problema e cartel que existe como abaixou até agora diesel Curitiba mínimo 3,29 alguém está metendo a mão mas ninguém fala nada isto tem acabar cade órgão fiscalizador ????

Reply
Rodrigo 30/11/2018 - 18:16

Governo malandro sabe que final de ano os caminhões para quase 90 % dos caminhões pra falar que abaixo aí em janeiro quando começa a safra os pilantras vão lá e colocam já 4 reais o litro.. governo .sujo. Malandro

Reply
Marco Antônio cortez 30/11/2018 - 18:04

Muitos postos não estão respeitando os preços polícia federal neles

Reply

Escreva um comentário