PRF intensifica fiscalização a veículos de cargas superdimensionadas na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou, entre os dias 20 e 24 de fevereiro, a Operação Temática de Cargas Indivisíveis – OTECI V, intensificando a fiscalização dos veículos de transporte de cargas superdimensionadas, excedentes e execução dos serviços de escolta.

A ação tem como objetivo coibir condutas irregulares na execução desse tipo de transporte e possíveis ilícitos criminais, contribuindo assim para a fluidez do trânsito, conservação do pavimento asfáltico da rodovia e segurança dos usuários nas rodovias federais.

Tendo em vista que as Brs 116 e 324 são corredores de passagens de cargas superdimensionadas para as principais rodovias que cortam o nosso estado, as atividades de fiscalização se concentraram na região de Feira de Santana, Simões Filho e Salvador.

Durante as abordagens foram fiscalizados os equipamentos de uso obrigatório, em especial: faixas refletivas, sistema de iluminação, sistema de freios, condições dos pneus e cronotacógrafo. Os condutores dos veículos foram submetidos ao teste de alcoolemia (bafômetro).

Também foram intensificadas ações de combate ao excesso de peso e às dimensões excedentes; e ainda a fiscalização da execução dos serviços de escolta credenciada aos veículos de transporte de cargas superdimensionadas.

No decorrer da operação, 90 veículos foram fiscalizados com abordagem, 152 autos de infração emitidos (sendo 03 relativos ao serviço de escolta), recolhidos 27 CRLV’s e 09 AET’s, 74 motoristas foram submetidos ao teste de alcoolemia, 27 veículos recolhidos ao pátio e aproximadamente 40 toneladas de excesso de peso foram retiradas de circulação.

A operação temática contou com a participação de 29 policiais e buscou atualizar e padronizar o conhecimento daqueles que trabalham com fiscalização de transporte de cargas superdimensionadas e na gestão dos processos de escolta de cargas indivisíveis, garantindo a segurança dos usuários que utilizam as rodovias federais da região.

2 comentários

Miguel Gomes Filho 26/02/2019 - 10:03

Vcs deviam estar fiscalizando cargas podendo assim encontrar carga roubada.

Reply
Glauber 25/02/2019 - 21:27

Tem que fiscalizar do trabalho deles e Pará própria segurança de todos

Reply

Deixe um comentário!

O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970 Conheça o transporte Piggyback, muito usado nos Estados Unidos