Diesel fica mais caro na média nacional




O Índice de Preços Ticket Log (IPTL) revela que, em fevereiro, o preço médio do litro do diesel aumentou. Em janeiro, o litro, que custava em média R$ 3,636, passou para R$ 3,646, alta de 0,27%. A Região Norte segue a concentrar o litro mais caro (R$ 3,839), e a diferença chega a 12% quando o preço é comparado à média dos postos da Região Sul (R$ 3,390).

“Observamos em fevereiro uma variação no custo médio do diesel em todo o Brasil, puxada principalmente pela alta nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A Região Norte, que concentra os valores mais caros, foi a única a registrar queda no preço médio, com destaque para Roraima, onde a redução foi de 7,29%”, detalha o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

Apesar do aumento, Sul e Sudeste seguem como as regiões com os menores preços, com médias de R$ R$ 3,390 e R$ 3,511, respectivamente. Entre as duas, o Estado que se destaca é o Paraná, com o litro vendido a R$ 3,210, o menor valor do País.

As Regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste concentram os preços mais elevados, com média de R$ 3,839, R$ 3,709 e R$ 3,663, respectivamente. Na Região Norte, está o Estado com combustível mais caro do País, o Acre, com média de R$ 4,349. No comparativo com o Paraná, que tem o menor preço médio, o litro do combustível está 35% mais caro.

Além da variação por Estado, o IPTL também apresenta o preço médio do diesel em diferentes trechos das principais rodovias brasileiras. N a Fernão Dias, o veículo que sai de São Paulo e é abastecido no trecho de Minas Gerais encontra um valor 4,8% mais caro. Já na Rodovia Presidente Dutra, de São Paulo ao Rio de Janeiro, o motorista encontra um aumento de 5,13% no preço do diesel.

Diesel S-10

Assim como o tipo de combustível comum, o diesel S-10 apresentou variações no preço médio em fevereiro. A Região Sul, mesmo tendo apresentado leve aumento de 0,37%, segue como o menor valor da média nacional (R$ 3,466).

O aumento da região é dado por seus Estados, e o Paraná está em elevação pelo segundo mês consecutivo. O combustível, que custava R$ 3,199 em dezembro, foi para R$ 3,279, em janeiro, e passou a custar R$ 3,300, n o mês passado.

Em contrapartida, a Região Norte registrou queda no valor: lá, onde o litro, que era comercializado a R$ 3,903 em janeiro, foi para R$ 3,887, em fevereiro. Apesar do decréscimo, o Amapá conta com o maior preço médio do País (R$ 4,490), alta de 0,22% no comparativo com o mês anterior.

CADASTRE-SE





Seu e-mail (obrigatório)






Deixe sua opinião sobre o assunto!